Home‎ > ‎2012 - Caminho da Fé - V‎ > ‎

EPÍLOGO

EPÍLOGO


 

SENTIMENTOS DE UM PEREGRINO - Por Katia Esteves*


 

Peregrinar é a decisão maior que o ser humano se permite, pois ele deve caminhar em completa solidão, assim se encontrará consigo mesmo.

  

Peregrinar é renunciar as vaidades e mordomias do cotidiano. É ir de peito aberto, ao encontro de pessoas de todas as nacionalidades, religiões e crenças. É a total falta de identidade que permite uma liberdade maior, sem máscaras. Não se sabe quem é pobre ou quem é rico. Isso não importa. Os julgamentos, comuns no dia-a-dia, são deixados de lado.

  

Peregrinar é ter o direito de se derramar em lágrimas e lavar a alma em prantos. É pedir ajuda à mãe natureza.

  

Peregrinar é respeitar o seu corpo, acariciar os seus pés todos os dias, deitar debaixo de uma árvore e se entregar. É tomar uma forte decisão: desistir, nunca.

  

Peregrinar é deixar as marcas de seus passos determinados. É ouvir o “toc-toc” do cajado, apoio imprescindível e despertador nas horas cansadas e perigosas. Todo peregrino é um anjo e, em seu caminhar, os desejos, as promessas e as orações se transformam em fonte de luz, que se expande por todo o universo e se multiplica com o ser superior dando a explosão do sublime amor e perdão.

 

 

FINAL



“Embora sozinho, continue a caminhada!

Se todos o abandonarem, prossiga sua jornada.

Se as trevas crescerem em seu redor, mais uma razão para que você mantenha acesa a pequenina chama de sua fé.

Não deixe que sua luz se apague, para que você mesmo não fique em trevas.

Ilumine, com luz, as trevas que o circundam.”

(C. Torres Pastorinno)



 PEREGRINAR é...

Largar o Mundo

Procurar um Sentido para a Vida

Aprender a dar Sentido, um Sentido à Vida

Caminhar, rezando

"Rezar com os pés"

Fortalecer a Esperança de uma verdadeira Vida

Ir ao Encontro da Vida. 

 

 

"Venho a Aparecida com o terço nas mãos,

O nome de Maria nos lábios,

O cântico de Deus no coração."

 (Papa João Paulo II)


Bom caminho a todos!

 

Dezembro/2012