Home‎ > ‎2012 - Caminho da Fé - V‎ > ‎

MINHA VIAGEM

MINHA VIAGEM

                                              

Para realizar meu sonho de novamente percorrer o Caminho da Fé, eu tomei um ônibus da Viação Cometa em Campinas.

Depois de aproximadamente 3 horas, cheguei a São Carlos, início de minha peregrinação.

 


A região foi primeiramente povoada quando da abertura da trilha que partindo de Piracicaba, ia até as minas de ouro de Goiás, no final do século XVIII.

Como outras do Estado, a cidade experimentou grande desenvolvimento na época do café e com a chegada da ferrovia.

Contudo, como poucas, soube reinvestir seus ganhos na industrialização, ressuscitando vigorosa da crise de 1929.

Nada disto seria possível sem a ajuda dos imigrantes italianos e alemães que para lá vieram.

 


Após descer na rodoviária local, eu segui caminhando até o centro dessa progressista urbe, e rapidamente me registrei no Hotel Accacio, onde havia feito reserva.

Ali fui muito bem atendido pela Claudia, proprietária do estabelecimento, que me providenciou um excelente apartamento, por preço razoável.

Foi ela também, que mediante o simbólico pagamento da taxa de R$5,00, expediu minha credencial peregrina.

Ao assinar o “Livro de Inscrição do Caminho”, constatei que, naquela data haviam partido 5 peregrinos em direção à Aparecida, sendo 3 originários de Curitiba/PR, e os outros dois, um casal, residente em Niterói/RJ.

Que pena, pensei, posto que se eu houvesse antecipado minha viagem em apenas um dia, teria companhia, ao menos na primeira etapa.

Após revigorante banho, porquanto o dia se apresentava quente e abafado, fui almoçar e, para tanto, utilizei os serviços do Restaurante Gaúcho, de excelente qualidade.



Depois de um bom descanso, e assim que o sol amainou, fui conhecer a Catedral de São Carlos Borromeu, localizada na Praça Dom José Marcondes Homem de Melo.

Com uma cúpula de mais de 70 metros de altura e 30 metros de diâmetro, é uma réplica arquitetônica da Basílica de São Pedro, no Vaticano.

O projeto foi do professor Ernfried Frick, e conta com vitrais de Helmar, e altares em mármore Carrara.

No dia 5 de novembro de 2.006, foi inaugurada sua nova iluminação exterior, com quase 300 pontos de luz, revitalizando a bela igreja, e transformando-a em uma grande atração turística, agora também à noite.

Posto que é possível contemplar seu novo visual até mesmo da rodovia Washington Luís, que corta os bairros periféricos da cidade.



Defronte ao belíssimo templo, eu localizei a primeira flecha indicativa do Caminho da Fé e, então, como forma de aquecer as pernas e matar minha curiosidade, segui a sinalização por uns 2 quilômetros.

Na verdade, eu retornava ao Caminho bem diferente daquele que o trilhara em 2.005, vez que a vontade de vencer era a mesma, só que com muito mais experiência peregrina.



No retorno ao local de pernoite, aproveitei para adquirir víveres que utilizaria no dia seguinte.

À noite, optei por fazer um frugal lanche num bar próximo e logo fui dormir, pois a jornada inaugural prometia ser bastante cansativa.

E como praxe em todas as minhas peregrinações, antes de dormir aproveitei para pedir proteção à Mãe Maior, consagrando-me a Nossa Senhora de Aparecida:

 

“Ó Maria Santíssima, que em vossa Imagem milagrosa de Aparecida, espalhais inúmeros benefícios sobre o Brasil, eu, embora, indigno de pertencer ao número dos vossos servos, mas desejando participar dos benefícios da vossa misericórdia, prostrado a vossos pés, consagro-vos o entendimento, para que sempre pense no amor que mereceis.

Consagro-vos a língua, para que sempre vos louve e propague a vossa devoção. Consagro-vos o coração, para que, depois de Deus, vos ame sobre todas as coisas. Recebei-nos, ó Rainha incomparável, no ditoso número dos vossos servos. Acolhei-nos debaixo da vossa proteção.

Socorrei-nos em nossas necessidades espirituais e temporais e, sobretudo, na hora da nossa morte. Abençoai-nos, ó Mãe Celestial, e com vossa poderosa intercessão, fortalecei-nos em nossa fraqueza, a fim de que, servindo-vos fielmente nesta vida, possamos louvar-vos, amar-vos e render-vos graças no céu, por toda eternidade.”

 

Assim seja!

1ª etapa: SÃO CARLOS à DESCALVADO