Home‎ > ‎Artigos Peregrinos‎ > ‎

UM DEPOIMENTO VALIOSO E ATUAL


UM DEPOIMENTO VALIOSO E ATUAL

Autor: Sérgio Fontoura


Caros amigos da AACS,

Sou um peregrino a Santiago (05.07.04 a 01.08.04 desde SJPP ao longo do Caminho Francês) e sócio da AACS.

Infelizmente, após a peregrinação não pude, por motivos de trabalho, comparecer pessoalmente com regularidade às reuniões mensais e relatar mais uma experiência de peregrino.

Na ocasião enviei apenas uma mensagem para a Inês agradecendo o apoio antes da viagem.

Compareci a duas reuniões apenas, inclusive a reunião deste passado dia 03/02 (a outra data não me recordo).



Uma das coisas que aprendi frequentando as reuniões antes da minha partida, e que considero importantíssimo, foi a necessidade de uma preparação adequada.

Isto me impressionou bastante pois foi bastante enfatizada em todas as reuniões que compareci antes de viajar (a primeira reunião que compareci foi em Fev 2004).

Após esta dica, comprei o meu par de botas, a minha mochila, meias e dei início ao treinamento (materiais e locais para compras: dicas da AACS).

Caminhei cerca de 400 quilômetros com as botas antes de viajar (ia trabalhar calçado com elas) e subi várias vezes do Horto à Mesa do Imperador ou Alto Leblon com a mochila.

Na Academia, em alguns fins de semana, caminhava usando a esteira e variando a inclinação da mesma, também com a mochila (não precisa dizer que eu me tornei alvo das gozações).

Musculação fazia parte também da preparação.



Qual o resultado de tudo isto? 

Uma peregrinação bastante tranquila: caminhei o trecho SJPP - Santiago em 28 dias, saindo sempre entre 06:00 e 06:30 h, e nunca caminhando depois das 14:00 h.

A cada 1,5 horas (conforme dicas que ouvi nas reuniões) eu parava, checava as meias, os pés, alongava e seguia em frente. Resultado: zero bolhas!

Chegava sempre cedo aos albergues, tinha tempo para lavar a roupa, tomar um bom banho e, fundamental, descansar para o próximo dia. A roupa sempre estava seca ao fim da tarde.

Havia tempo também para um giro pela cidade, ir à missa ou visitar a igreja e agradecer pela benção de estar ali, com saúde.

Presenciei fatos tristes de peregrinos machucados (joelhos, tornozelos, bolhas, contusões musculares) certamente por mal condicionamento.

Falo isto porque percebi nas duas reuniões que participei que este tema tem sido pouco explorado, inclusive nesta última reunião a peregrina que apresentou o depoimento se apresentou como uma pessoa sem treinamento e que fez o caminho: bem, ela caminhou a parte da Espanha do Caminho Português que me parece um trecho bem curto.



Acho que fica uma impressão errônea sobre a necessidade de um condicionamento físico adequado.

Ah, teve também alguém que falou que não conhecia ninguém que tivesse usado mochila antes de viajar ou que conhecia poucos.

Enfim, eu gostaria de dizer que segui as dicas sobre a necessidade de um bom condicionamento que recebi nas reuniões e me beneficiei disto.

Gostaria de ver este aspecto tão enfatizado quanto durante as reuniões pré caminho.

Um abraço cordial e carinhoso deste peregrino e sócio da AACS.


(*) Texto Original publicado no: www.caminhodesantiago.org.br


 ‎VOLTAR