Home‎ > ‎Caminho da Fé‎ > ‎2014 - CAMINHO DA FÉ‎ > ‎

2º dia – ANDRADAS à OURO FINO – 43 quilômetros


2º dia – ANDRADAS à OURO FINO – 43 quilômetros



Outro percurso longo e difícil, de forma que parti exatamente às 5 horas.

Assim que acabou a iluminação urbana, lancei mão de minha lanterna e segui confiante, enquanto lentamente o dia clareava.

Km 00,0 – Deixando o Pálace Hotel.


Km 06,0 – Mais um dia nascendo.


Km 07,0 – Com o sol já despontando, as árvores e a mata já começam a tomar forma.


Km 10,0 – Início da temível Serra dos Lima.


Km 10,5 – Gruta de Nossa Senhora de Lourdes, onde fiz uma pausa para descanso e hidratação.


Km 11,5 – Derradeira visão da cidade de Andradas, ao longe e à minha retaguarda.


Km 13,0 – Igrejinha localizada a 1.260 m, no bairro dos Lima.


Km 15,0 – Pousada de Dona Natalina.


Km 15,5 – Flores à beira do caminho.


Km 16,0 – Primeira visão da vila de Barra, ao longe e abaixo.


Km 21,0 – Igrejinha localizada na vila de Barra.


Km 24,0 – Do topo do morro do Calisto de Oliveira, e olhando-se à retaguarda, avista-se a vila de Barra ao longe e abaixo.


Km 27,0 – Pelo lado direito, vista do distrito de São José do Mato Dentro, que pertence à Ouro Fino.


Km 28,0 – Trecho aberto, em descenso, e entre imensos cafezais.


Km 28,5 – O caminho nesse trecho tem bastante sombra.


Km 29,0 – Passagem pelo distrito de Taguá, antes de adentrar à esquerda.


Km 31,0 – Nesse trecho, o Caminho é uma imensa reta.


Km 33,0 – Caminho retilíneo e sem sombras.


Km 35,0 – Chegada ao distrito de Crisólia.


Km 36,0 – Bar da Zeti, em Crisólia.


Km 36,0 – Bar da Zeti, em Crisólia.


Km 36,0 - Com a simpática Zeti, em seu bar, em Crisólia.


Km 38,0 – Placa indicativa de que faltam 250 quilômetros até Aparecida.


Km 42,0 – Trevo onde se encontra a escultura Menino da Porteira.


Km 43,0 – Hotel Caiçara, local onde fiquei hospedado, mas que não recomendo. A Pousada Don Paolo é excelente, e trata melhor os peregrinos.


Igreja Matriz de Ouro Fino, dedicada à São Francisco de Paula.


O “Livro de Peregrinos”, existente no Bar da Zeti, em Crisólia: em 2014 fui o peregrino nº 14969.


O “Livro de Peregrinos”, existente no Bar da Zeti, em Crisólia: em 2013 assinei no número 13118 - façam as contas!

RESUMO DO DIA: Tempo gasto: 9 h – Clima: frio e ensolarado, com temperatura variando entre 10 e 24 graus.

Pernoite no Hotel Caiçara: Apartamento individual sofrível – Preço: R50,00

Almoço no Restaurante Biba’s: Excelente – Preço: R$13,00, pode-se comer à vontade no Self-Service.

IMPRESSÃO PESSOAL: Uma etapa, também, de razoável dificuldade, a começar pela distância percorrida. Depois, a Serra dos Lima realmente é um obstáculo nada fácil de superar, bem como a forte descida até a Barra, que magoa sensivelmente pés e joelhos, pela impetuosa descensão que se enfrenta nos quilômetros derradeiros. O restante do percurso é praticamente todo plano, porém o calor opressivo que enfrentei nesse dia depois das 12 h, concorreu para que essa jornada se transformasse num difícil e cansativo trajeto.