Home‎ > ‎Caminho da Fé‎ > ‎2014 - CAMINHO DA FÉ‎ > ‎

6º dia – PARAISÓPOLIS à LUMINOSA – 25 quilômetros


6º dia – PARAISÓPOLIS à LUMINOSA – 25 quilômetros



Era um domingo, e o percurso a ser enfrentado, se comparado com o do dia anterior, se afigurava como um divertido passeio.

Porém, o sol prosseguia firme e tostando após as 11 horas.

No entanto, como o trajeto seria curto, optamos por tomar o café da manhã e, depois de nos despedirmos da Heloísa, iniciamos nossa sexta etapa animados e muito alegres.


Km 00,0 – Despedindo-me da Heloísa, na Pousada da Praça, em Paraisópolis/MG.


Km 02,0 – Trecho em asfalto e com bastante cerração, indicando que o sol brilharia forte novamente.


Km 06,0 – Entrada para a Pousada Casa da Fazenda.


Km 06,5 – Trecho com muita cerração.


Km 7,00 – Estrada plana, retilínea e deserta.


Km 08,0 – Outro trecho onde a nebulosidade era a tônica.


Km 08,0 - Finalmente, a nebulosidade se dissipou e o sol passou a brilhar forte.


Km 9,00 – Grande árvore, testemunha silenciosa desse local. Ao fundo, a igreja de São Benedito, pintada de verde, no bairro de Áreas.


Km 11,5 – Uma grutinha e água potável, porém, desta vez, a bica estava seca.


Km 11,8 – A famosa “Casa Branca”, à esquerda.


Km 13,0 – A cachoeira do ribeirão Cantagalo. Com volume de água bastante comprometido, face à estiagem.


Km 15,7 – Adentrando ao bairro Cantagalo, com Marcio à frente.


Km 16,2 – Igrejinha do bairro Cantagalo.


Km 19,0 – Caminhando próximo da divisa dos estados de São Paulo e Minas Gerais.


Km 21,0 – Primeira visão do distrito de Luminosa, abaixo, em meio a extenso vale.


Km 24,0 – Luminosa, chegada à Pousada Nossa Senhora das Candeias, onde ficamos hospedados.


Igreja matriz de Luminosa, dedicada à Nossa Senhora da Candelária.

RESUMO DO DIA: Tempo gasto: 5 h – Clima: frio e nebuloso de manhã, depois com sol forte, variando a temperatura entre 10 e 25 graus.

Pernoite na Pousada de Dona Ditinha: Excelente – Apartamento, com café da manhã e mais 2 refeições: Preço: R$60,00

IMPRESSÃO PESSOAL: Uma etapa tranquila, quase toda plana, à exceção da forte aclividade a ser enfrentada na serra do Cantagalo, além do desenfreado descenso até Luminosa. Porém, sempre em meio a exuberantes paisagens, rodeadas de muito verde. No geral, uma das jornadas mais fáceis e belas que enfrentei no Caminho. Não se esquecendo de ressaltar o especial acolhimento que o peregrino recebe em Luminosa, na Pousada de Dona Ditinha.