Home‎ > ‎Caminho da Fé‎ > ‎2014 - CAMINHO DA FÉ‎ > ‎

8º dia – CAMPOS DE JORDÃO à PEDRINHAS – 28 quilômetros


8º dia – CAMPOS DE JORDÃO à PEDRINHAS – 28 quilômetros



Na verdade, em minha opinião, e como faríamos uma quilometragem baixa, a jornada se afigurava bastante tranquila.

Assim, como de praxe, contratamos um táxi para nos levar até o início da jornada.

No horário combinado, às 5 h, o Sr. Mariano encostou seu veículo, onde embarcamos e seguimos por aproximadamente 30 min.

Exatamente 16 quilômetros rodados em grande velocidade, sempre por avenidas bem conservadas, vazias e profusamente iluminadas, nós chegamos ao ponto adredemente demarcado: a portaria do Parque Estadual de Campos do Jordão.

Prontamente nós descemos, pagamos a corrida e nos despedimos do motorista.

Bem em frente ao portão de entrada do Horto Florestal, nasce uma estrada de terra larga e bastante arborizada.

Que, em seu início, mostra uma pequena placa do lado direito, informando várias distâncias mensuradas a partir daquele marco, sendo que a cidade de Aparecida aparece distante 45 quilômetros dali.

Essa extensão poderia ser alvo de polêmica, pois o site do Caminho de Aparecida estabelece como sendo, efetivamente, de 48 quilômetros e 500 metros.

Em pesquisa nos sites das prefeituras de Guaratinguetá e Campos do Jordão, esse intervalo está divulgado com sendo de 50 quilômetros.

Assim, pelo tempo e o esforço que dispendemos na jornada, no global, entendo que uma marca intermediária, 49 quilômetros, espelha com mais fidelidade o que vivenciamos nos dois dias em que sobrepujamos essa distância.

O céu se mostrava enfarruscado, ventoso, prometendo água para breve, embora os metereologistas previssem tormenta naquele dia, mas, para o período da tarde.

Porém, não havíamos caminhado nem 1 quilômetro, quando a chuva se abateu inclemente, obrigando-nos a vestir rapidamente nossas capas de chuva.

E o mau tempo perdurou o dia todo, fazendo-nos chapinhar na lama durante o tempo integral.

Com isso, minhas fotos ficaram prejudicadas, pois não havia como fotografar sem molhar o equipamento.

Ainda assim, consegui algumas poses, que poderão ser visualizadas abaixo.

Km 00,0 – Placa do Caminho de Aparecida fincada diante da portaria do Parque Estadual de Campos do Jordão, onde iniciamos nossa jornada.

Km 02,0 – Caminho plano e retilíneo, com o dia amanhecendo, mas logo principiou a chover torrencialmente.

Km 13,0 – Logo após passar diante da Pousada Santa Maria da Serra, começamos a descender.

Km 19,0 – Passagem pelo bairro de Gomeral/Guaratinguetá/SP.

Km 20,0 – Em descenso sempre, em meio a muita nebulosidade e garoa.

Km 21,0 – Sempre em descenso, tempo chuvoso.

Km 22,0 – Mais uma nuvem chuvosa se aproxima.

Km 22,6 – Mais chuva chegando.

Km 24,0 – Quase chegando ao final da serra, mas ainda debaixo de muita chuva.

Km 25,0 – Já transitando em asfalto, sob chuva miúda e fria.


Km 28,0 - Pousada do Sr. Agenor, local de nosso pernoite.

Km 28,0 – Novos moradores da Pousada do Sr. Agenor.

Com Dona Maria e o Sr. Agenor, um casal atencioso e simpaticíssimo.

RESUMO DO DIA: Tempo gasto: 8 h – Clima: frio e chuvoso, o tempo todo, com a temperatura variando entre 06 e 15 graus.

Pernoite na Pousada do Sr. Agenor: Atendimento excelente – Apartamento simples, com café da manhã e mais 2 refeições – Preço: R$60,00

IMPRESSÃO PESSOAL: Uma etapa longa e extremamente difícil, em face do mau tempo. Todo o trajeto é feito em meio a exuberante natureza, com preciosas vistas, para qualquer lado que se olhe, no entanto, tais surpresas ficaram prejudicadas, por conta do clima inóspito vivenciado nesse dia.