Home‎ > ‎Caminho da Fé‎ > ‎2015 - CAMINHO DA FÉ - 9‎ > ‎

MINHA VIAGEM


MINHA VIAGEM




"Toda hora, todo dia, de mãos dadas com Maria". (Padre Quinha)


Minha viagem teve início quando tomei um ônibus da Viação Cometa em Campinas que, depois de aproximadamente 3 horas, me deixou em Águas da Prata/SP, início de minha caminhada.


Chegando ao Refúgio dos Peregrinos, em Águas da Prata/SP.

Imediatamente me dirigi ao Refúgio do Peregrino e ali, como de praxe, fui muito bem recebido pela incansável Tina.


A Tina sempre se superando no atendimento aos peregrinos.

Após me alojar no estabelecimento, fui visitar a igreja matriz da cidade, dedicada à Nossa Senhora de Lourdes, porém a encontrei fechada, posto que vivenciávamos uma segunda-feira.


Igreja matriz de Águas da Prata/SP, cuja padroeira é Nossa Senhora de Lourdes.

Assim, rapidamente, externei minhas preces e fiz algumas fotos, da área externa do templo, ao mesmo tempo que caía intermitente garoa.


Confraternizando com peregrinos ciclistas de Franca/SP, em Águas da Prata/SP. Da esquerda para a direita: Ferreira, Cláudio, eu e Geraldo.

Mais tarde, enquanto a chuva recrudescia, chegaram 3 ciclistas procedentes de Franca/SP, com quem fiz grata amizade.

À noite, tive outra grande surpresa ao rever e conversar com o Sr. Almiro Grings, mentor, criador e Presidente de Honra da Associação dos Amigos do Caminho da Fé.


Com o Sr. Almiro Grings, o idealizador do Caminho da Fé, em Águas da Prata/SP.

Foi um encontro que me deixou extremamente feliz e, que, por isso mesmo, fizemos questão de registrar em fotos.

Já estava quase anoitecendo, quando Bruno, outro ciclista peregrino, que reside no Rio de Janeiro, chegou à Pousada.

Conversamos um pouco, depois ele foi preparar seu material de cicloturismo, pois, como me disse, pretendia partir bem cedo na manhã sequente.

Mais tarde, sob um guarda-chuva emprestado pela Tina, pois a chuva persistia com vigor, saí para ingerir singelo lanche e, para tanto, utilizei os serviços do Bar do Potota.


Mãe Aparecida, peço vossa benção e proteção no Caminho da Fé!

Depois, fui me deitar, pois o dia seguinte seria bastante exigente em termos de altimetria e esforço físico.

Antes de dormir, no entanto, externei preces à Nossa Senhora Aparecida, pedindo proteção à minha iminente jornada.



 ‎VOLTAR    -    1º dia – ÁGUAS DA PRATA/SP à ANDRADAS/MG – 30.960 metros