1º/3º dia: ÁGUAS DA PRATA/SP a BORDA DA MATA/MG - 105 QUILÔMETROS


1º dia: ÁGUAS DA PRATA a ANDRADAS – 31 QUILÔMETROS

Maria passa na frente e pisa na cabeça da serpente.” 


Em meados de setembro, ratificando o compromisso que assumira com minha Mãe Aparecida, eu cheguei a Águas da Prata numa segunda-feira à tarde, e me hospedei na Pousada do Peregrino.

Quem me atendeu foi a Eliana, nosso “Anjo da Guarda” naquela localidade.

Ali já se encontravam alojados 2 peregrinos, na verdade, um casal, que iniciaria o caminho do dia seguinte.

Mais tarde, me reencontrei com o Sr. Almiro Grings, o fundador do Caminho da Fé, que eu não via a longo tempo.

Conversamos amenidades, trocamos experiências, conselhos, e depois de bater algumas fotos para marcar nosso reencontro, saí para lanchar num bar próximo. 


Chegando em Águas da Prata/SP, pronto para reiniciar o meu Caminho.


Com o Sr. Almiro Grings, o fundador do Caminho da Fé.

Bem, como o calor estava candente, após as 10 h, resolvi sair bem cedo na manhã sequente.

Assim, me levantei às 4 h, ingeri frutas, uma barra de chocolate, depois, parti para a aventura.

Deixei o local de pernoite às 5 h e, observando à sinalização, segui solitário em direção à saída da cidade.

E quando findou a iluminação urbana, fiz uso de minha excelente lanterna de “led” e prossegui em bom ritmo.

Infelizmente, a chuva que vinha rondando a cidade desde o início da noite anterior, caiu para valer e caminhei até o 21º quilômetro sob forte aguaceiro.

Por sorte, eu segui bem abrigado sob minha capa protetora e não tive grandes problemas no trajeto, apesar de alguns escorregões, plenamente justificáveis.

E, ainda, constatei que a fadiga muscular que se instalara depois da inatividade física forçada se fora e, para meu alívio, descobri que ainda estava em forma.

Assim, sem maiores novidades, pois o caminho se apresentava fresco e hidratado, algumas horas mais tarde aportei ao meu destino na cidade de Andradas/MG.

Algumas fotos do percurso desse dia: 


A igrejinha do Sagrado Coração de Jesus, uma construção que eu não conhecia.


O famoso Pico do Gavião, sob forte chuva.


Já em descenso para a cidade de Andradas/MG.


Pousada do Wágner, com o próprio e o amigo Adilson.


RESUMO DO DIA:

Pernoite na Pousada do Wagner – apartamento individual excelente – Preço: R$60,00

Almoço no Restaurante Belotto: Excelente – Preço: R$19,90, pode-se comer à vontade no Self-Service.


IMPRESSÃO PESSOAL – Uma etapa de excelsa beleza, entretanto, de expressiva dificuldade, mormente, para aqueles que estão iniciando o Caminho, por ser uma jornada relativamente longa e acidentada. No meu caso específico, agravada pela chuva que caiu durante a manhã toda. Porém, o local de pernoite e a cidade de Andradas, considerada por muitos como aquela que melhor recebe os peregrinos, compensa todo o esforço despendido no percurso.




2º dia: ANDRADAS/MG a CRISÓLIA (OURO FINO) – 36 QUILÔMETROS 

Maria passa na frente e pisa na cabeça da serpente.” 


Outro percurso longo e difícil, então, conforme planejara, parti exatamente às 4 h 30 min, após ingerir lauto café da manhã.

Havia previsão de chuvas para esse dia, de forma que o céu se encontrava encoberto e o clima estava bastante frio quando deixei a cidade, que ainda dormia naquele horário.

Assim que acabou a iluminação urbana, lancei mão de minha lanterna e segui confiante, enquanto lentamente o dia clareava.

Após superar a serra dos Lima, já em descenso, parei para lanchar junto a uma linda capelinha, recém inaugurada, localizada diante da Chácara Paraiso.

No povoado de São Pedro da Barra, aproveitei para repor meu estoque de água e no restante do percurso, segui animado e em bom ritmo.

Contrariando as previsões meteorológicas, o sol brilhou forte e sofri bastante para vencer os derradeiros quilômetros, atualmente, feitos sobre piso asfáltico.

Algumas fotos do percurso desse dia: 


Igrejinha do bairro dos Lima.


Oratório belíssimo, instalado diante da Chácara Paraíso.


Igreja do povoado da Barra (Ouro Fino/MG).


Vista ao longe e abaixo do distrito de São José do Mato Dentro/MG


Com Dona Maria, proprietária da Pousada São Sebastião, em Crisólia/MG.

RESUMO DO DIA:

Pernoite na Pousada São Sebastião (dona Maria): Apartamento individual bom, com almoço e jantar – Preço: R$80,00

Observação: Trata-se de um local bastante simples, mas Dona Maria é uma pessoa espetacular e não mede esforços para que o peregrino se sinta em casa. Por isso, recomendo esse ambiente com efusão!


AVALIAÇÃO PESSOAL - Uma etapa, também, de grande dificuldade, a começar pela distância percorrida. Depois, a Serra dos Lima realmente é um obstáculo nada fácil de superar, bem como a forte descida até a Barra, que magoa sensivelmente pés e joelhos, pelo impetuoso descenso que se enfrenta nos quilômetros derradeiros. O restante do percurso, afora a extenuante aclividade do Morro do Calisto de Oliveira, também conhecido como “Morro do Sabão”, é praticamente todo plano. De se ressaltar que os derradeiros 7 quilômetros foram feitos sobre piso asfáltico e sol forte, o que concorreu para que essa jornada se transformasse numa das mais difíceis e desafiadoras que sobrepujei em toda a minha peregrinação.



3º dia: CRISÓLIA (OURO FINO) a BORDA DA MATA/MG – 38 QUILÔMETROS

Maria passa na frente e pisa na cabeça da serpente.” 


Outra etapa de grande extensão, contudo, se comparada à anterior, bem mais amena em termos altimétricos.

Ainda assim, para não perder o costume, deixei o local de pernoite às 4 h, quando o distrito ainda dormia e, de quando em vez, um galo cantava ou um cachorro latia.

Noventa minutos mais tarde, já na praça central de Ouro Fino, defronte à igreja matriz da cidade, reencontrei o grande amigo Oswaldinho “Xará”, que me acompanhou até o final do percurso.

Sem maiores problemas, acessamos a “Estrada dos Santos Negros” e logo chegamos em Inconfidentes, onde nós fizemos uma pausa no bar do Maurão para carimbar a minha credencial e ingerir um saboroso “café com pastel”.

O restante do trajeto prosseguiu numa agradável comunhão de ideias, excelente papo e intensa troca de experiências.

Assim, extremamente animados, aportamos à cidade de Borda da Mata onde, após um merecido banho, almoçamos juntos, antes de meu Xará tomar um ônibus e retornar à sua residência.

Ao meu preclaro amigo Oswaldo Francisco Bueno, grande companheiro de jornada, meus mais efusivos agradecimentos pela companhia e alegria proporcionadas na trilha.

Algumas fotos do percurso desse dia: 


Em descenso para Inconfidentes/MG; paisagens surreais...


Monumento ao Peregrino, localizado em Inconfidentes/MG.


Bar do Maurão, em Inconfidentes/MG, local imperdível!


Com meu Xará, seguindo em direção a Borda da Mata/MG


RESUMO DO DIA:

Pernoite no Hotel San Diego: Muito Bom, Excelente! Apartamento individual – Preço: R$60,00

Almoço no Restaurante Sal e Pimenta: Excelente – Preço: R$18,00, pode-se comer à vontade no Self-Service.


AVALIAÇÃO PESSOAL - Uma etapa muito agradável, uma das mais belas de todo o trajeto, todavia, um tanto extensa e cansativa no final, porque deixa o peregrino exaurido nos derradeiros quilômetros face à sucessão interminável de aclives e declives, exatamente quando ele já se encontra desgastado pela longa jornada cumprida.