Home‎ > ‎Caminho da Fé‎ > ‎

2015 - CAMINHO DA FÉ - IX


2015 - CAMINHO DA FÉ - IX


Para fechar o ano de 2015 com "Chave de Ouro", peregrinei novamente em direção ao Santuário Nacional de Aparecida.

Ao todo, foram quase 292 quilômetros percorridos em 09 dias, a partir de Águas da Prata/SP. 

Deus me proveu de saúde física, disposição, ânimo e fé, para que eu pudesse caminhar com persistência e entusiasmo até a Basílica de Nossa Senhora Aparecida, onde pude agradecer as bençãos recebidas durante o ano em curso.

Ressalte-se que utilizei o programa WIKILOC inserido em meu celular para gravar todos os trajetos diários, cuja soma apontou a marca de 291.700 metros percorridos.

Assim, a extensão inserida em cada etapa é, efetivamente, o que caminhei naquela data, bem como o tempo ali constante foi o efetivamente despendido no trajeto daquele dia.

Abaixo posto algumas fotos batidas durante o percurso, sendo que, futuramente, publicarei um singelo diário de mais essa aventura. 

Bom Caminho a todos!


Chegando ao Refúgio dos Peregrinos, em Águas da Prata/SP.


Com o Sr. Almiro Grings, o idealizador do Caminho da Fé, em Águas da Prata/SP.


Confraternizando com peregrinos ciclistas de Franca/SP, em Águas da Prata/SP.


Antes de partir para a primeira etapa, pedindo a benção da Mãe Aparecida, em Águas das Prata/SP.


No Caminho em direção à Andradas/MG. Muito verde no entorno.


Cachoeira na Ponte de Pedra, com muita água este ano.


Caminhando em direção à pinguela existente sobre o rio que divide os Estados de São Paulo e Minas Gerais.


Vista do fabuloso Pico do Gavião.


Placa indicativa de que faltam 300 quilômetros até Aparecida, onde fiz uma pausa para descanso e hidratação.


 Início de forte aclividade, podendo se avistar a cidade de Andradas, ao fundo e abaixo.


Igreja Matriz da cidade de Andradas, cujo padroeiro é São Sebastião.


Resumo do dia, computado desde o Refúgio dos Peregrinos,em Águas da Prata/SP, até o Palace Hotel, em Andradas/MG.



No Caminho em direção em direção à Ouro Fino, próximo da Serra dos Lima.


Igrejinha localizada a 1.260 m de altitude, no bairro dos Lima.


Pousada de Dona Natalina.


Início de forte descenso em direção à Barra, que já aparece na foto, ao fundo e à esquerda.


Igrejinha localizada na vila de Barra, de pintura nova.


Logo depois da vila de Barra, caminho florido e alegre.


Local em que fui ultrapassado pelo peregrino ciclista Bruno (RJ), de grata amizade.


Sozinho na trilha, pausa para foto;


 Com a simpática Zeti, no seu bar, localizado em Crisólia/MG.


Trevo onde se encontra a escultura do Menino da Porteira, em Ouro Fino/MG


Igreja Matriz de Ouro Fino, dedicada à São Francisco de Paula.


Resumo do dia, computado desde o Palace Hotel, em Andradas/MG, até o Hotel Caiçara, em Ouro Fino/MG.


Placa fincada na divisa das cidades de Ouro Fino e Inconfidentes. Caminho com muito barro e cerração.


No bar do Maurão, em Inconfidentes. Uma visita prazerosa e inesquecível!


No caminho em direção à Borda da Mata, muito verde no trajeto.


No caminho em direção à Borda da Mata, paisagens belíssimas no entorno.


No caminho em direção à Borda da Mata, início de forte descenso. A cidade de Borda já aparece no horizonte, à esquerda.


No caminho em direção à Borda da Mata, início de íngreme aclive.


Igreja Matriz da cidade de Borda da Mata, cuja padroeira é Nossa Senhora do Carmo.


Ponto "zero" do Caminho da Prece, em Borda da Mata/MG.


Resumo do dia, computado desde o Hotel Caiçara, em Ouro Fino/MG, até o Hotel San Diego, em Borda da Mata/MG.


No Caminho para Tocos do Moji, água potável oferecida pela família Xavier, onde fiz uma pausa para hidratação.


No topo do morro, a 1.200 m de altitude, placa que marca o local da divisa entre as cidades de Borda da Mata e Tocos do Moji.


Igrejinha dedicada a São Francisco de Assis, no bairro Capinzal.


Placa indicativa de que faltam 200 quilômetros até Aparecida.


Passagem pela avenida principal de Tocos do Moji, já seguindo em direção à cidade de Estiva/MG.


No caminho para Estiva/MG, início de forte ascenso.


Cruzamento, onde segui à direita, em direção à Fazenda Velha.


Adentrando ao distrito de Fazenda Velha, que pertence à Estiva/MG.


Simpática igrejinha existente no distrito de Fazenda Velha, que pertence à Estiva/MG, também de pintura nova.


Início de violento descenso. Abaixo, o bairro de Pântano do Teodoro.


Outra visão do Pântano do Teodoro, agora mais próximo.


Ascensão e vista do lado oposto ao Pântano do Teodoro.


Pousada do Poka, em Estiva/MG, local de pernoite nesse dia.


Igreja matriz de Estiva/MG.


           Resumo do dia, computado desde o Hotel San Diego, em Borda da Mata/MG, até a Pousada do Poka, m Estiva/MG.



No caminho em direção a Consolação. Estrada ascendente, próximo do início da Serra do Caçador.


Vista desde a serra do Caçador. É possível ver a cidade de Estiva, ao fundo e à esquerda.


Igrejinha e escola existentes no bairro Caçador.


Igreja matriz de Consolação, dedicada à Nossa Senhora da Consolação.


Ponte sobre o rio Capivari, que separa os municípios de Consolação e Paraisópolis/MG.


Sozinho na trilha, momento de confraternizar com a exuberante natureza!


O caminho segue em direção ao maciço situado no bairro Pedra Branca.


Trecho plano do caminho, situado ao lado de bela e verde montanha.


A partir dessa igrejinha, o caminho começa a ascender com violência.


Belo trecho, ainda em ascenso.


Início de outro fortíssimo morro, talvez, o mais difícil dessa etapa.


Entorno verde e paradisíaco!


Duro declive e, à frente, o derradeiro aclive em direção à cidade de Paraisópolis/MG.


Chegando à Pousada da Praça, em Paraisópolis/MG.


Resumo do dia, computado desde a Pousada do Poka, em Estiva/MG, até a Pousada da Praça, em Paraisópolis/MG.


Trecho em asfalto molhado e com bastante cerração, indicando que o sol brilharia naquele dia.


No Caminho para Luminosa, início do trecho em terra.


No Caminho para Luminosa, trecho deserto e arborizado.


No Caminho para Luminosa, estrada plana e plena de muito verde.


No Caminho para Luminosa, paisagem verde e bucólica.


Uma grutinha e água potável, porém, desta vez, a bica estava jorrando e pude matar minha sede.


No Caminho para Luminosa, vista da cachoeira do ribeirão Cantagalo, desta vez com bastante água.


Um galo que reside no bairro Cantagalo. Parece até pleonasmo...


No bairro Cantagalo. entrada para a Hospedaria Maria.


No bairro Cantagalo. com os proprietários da Hospedaria Maria, o Jucemar e a Vó Elza. Pessoas maravilhosas, que recebem muito bem os peregrinos


No topo do morro, vista do distrito de Luminosa/MG, no fundo de extenso vale.


Em Luminosa/MG.


Na Pousada das Candeias, em Luminosa, com Dona Ditinha e sua progenitora.


Em Luminosa/MG, festejando com amigos de Brazópolis.


Resumo do dia, computado desde a Pousada da Praça, em Paraisópolis/MG, até a Pousada das Candeias, em Luminosa/MG.


Com Dona Inês, em sua Pousada, situada no alto do morro, distante 4 km de Luminosa/MG


No Caminho para Campos do Jordão, derradeira visão de Luminosa/MG, num dia bastante nublado.


No Caminho para Campos do Jordão, ultrapassando a divisado dos Estados e retornando à São Paulo.


No Caminho para Campos do Jordão, passagem pela casa das latas, no bairro Campista.


No Caminho para Campos do Jordão, subindo a serra em direção à cidade, num trecho extremamente matoso.


No Refúgio dos Peregrinos, em Campos do Jordão, com a Marilda e os peregrinos Ignácio (Uruguai) e Joshua (Peru).


Resumo do dia, computado desde a Pousada das Candeias, em Luminosa/MG, até o Refúgio dos Peregrinos, em Campos do Jordão/SP.


Início do Caminho de Pedrinhas, defronte à Portaria do Horto Florestal, A placa anuncia a distância de 45 km até Aparecida. Na verdade, são 48,68 km.


No Caminho para a Pousada do Sr. Agenor, estrada plana e arejada.


No Caminho para a Pousada do Sr. Agenor, Ponto de Encontro dos dois ramais do Caminho de Aparecida.


No Caminho para a Pousada do Sr. Agenor, passagem diante da Pousada Santa Maria, localizada a 1.900 m de altitude.


No Caminho para a Pousada do Sr. Agenor, início do descenso, com muita cerração no entorno.


No Caminho para a Pousada do Sr. Agenor, flores para embelezar a paisagem nebulosa.


No Caminho para a Pousada do Sr. Agenor, passagem pelo Restaurante Tao, no bairro Gomeral.


No Caminho para a Pousada do Sr. Agenor, vista desde o alto da serra.


No Caminho para a Pousada do Sr. Agenor, quase chegando ao plano.


Chegando à Pousada do Sr. Agenor, em Pedrinhas/Guaratinguetá/SP.


O Sr. Agenor e Dona Maria, um casal maravilhoso e hospitaleiro.


Resumo do dia, computado desde o Portão do Horto Florestal, em Campos do Jordão/SP, até a Pousada do Sr. Agenor, localizada no distrito de Pedrinhas/SP.


No Caminho para Aparecida, trecho onde já existe a marcação do Caminho da Fé. Deste local, restam 14 km até meu destino.


No Caminho para Aparecida, trecho plano, arejado, ermo, silencioso e agradável.


No Caminho para Aparecida, uma flecha do Caminho da Fé.


No Caminho para Aparecida, restam 10 quilômetros até meu objetivo do dia.


Chegada à Basílida de Aparecida: Obrigado Mãe Maria por mais essa benção!


Resumo do dia, computado desde a Pousada do Sr. Agenor, localizada no distrito de Pedrinhas/SP, até a Basílica de Aparecida/SP.


Obrigado, Mãe Aparecida, por todas as graças alcançadas!


Obrigado, Mãe Aparecida, por todas as graças alcançadas!


Obrigado, Mãe Aparecida, por todas as graças alcançadas!


Meu 6º Diploma do Caminho da Fé.