Home‎ > ‎Caminho da Fé‎ > ‎CAMINHO DA FÉ - XIII‎ > ‎

2º dia – LUMINOSA/MG a CAMPOS DO JORDÃO/SP – 38 quilômetros


2º dia – LUMINOSA/MG a CAMPOS DO JORDÃO/SP – 38 quilômetros


Creio, de coração, que tudo nesta vida se renova. Tudo recomeça, tudo renasce, tudo avança. Creio no bem e na força maior que nos move. Creio em dias de paz e que a felicidade acontece quando nos colocamos a favor de todo o bem, em tudo e para todos.” 


Parti às 4 h 45 min, depois de ingerir farto café da manhã gentilmente preparado pelo Sr. Nilton, marido de Dona Ditinha.

Ainda estava bastante escuro, mas segui com minha lanterna de mão acesa e tão tive problemas quanto ao rumo a tomar, em face da excelente sinalização que encontrei nesse trecho.

Quatro quilômetros vencidos em bom ritmo, passei pela Pousada de Dona Inês onde, como de praxe, fui muito bem atendido por ela e seu marido.

Depois de ingerir outro copo de café quente, prossegui em frente e, mais acima, transitei pelo bairro do Quilombo, que está situada a 1.500 metros de altitude.

Parei para carimbar minha credencial num bar que ali foi recentemente aberto e onde, futuramente, será inaugurada uma pousada para abrigar peregrinos.

Prosseguindo, um quilômetro serra acima, alcancei 2 peregrinos, o Vinícius, de Amparo/SP, o Sr. Calixto, de São Paulo, que, do alto de seus 73 anos, esbanjava jovialidade e excelente disposição física.

Depois das apresentações, resolvemos prosseguir juntos até o final da jornada.

Percorridos 21 quilômetros, num bar existente no bairro Campista, que já pertence ao município de Campos do Jordão/SP, os meus amigos resolveram fazer uma pausa para descanso e hidratação.

Com um condicionamento físico um pouco melhor, optei por prosseguir adiante e, mais tarde, nos reencontramos no Campos do Jordão Hostel, local de nosso pernoite nesse dia.

Algumas fotos dessa etapa:


Escalando a serra do "Quebra-Perna", depois de Luminosa/MG.


 Luminosa/MG, vai ficando para trás, lá embaixo...


Quase chegando ao bairro Quilombo, a 1500 m de altitude.


A derradeira visão da serra de Luminosa/MG, desde o mirante.


Na divisa dos Estados de SP/MG, com Vinícius e Calixto.


Placa alusiva aos derradeiros 100 km. O Vinícius fotografa o local.


Depois de passar o bairro do Campista, caminho entre muito verde.


Ainda em ascenso, muito verde no entorno.


Prosseguindo sozinho nesse trecho. Caminho ermo e silencioso.


No topo do morro a paisagem se abre e logo se adentra à periferia de Campos do Jordão/SP.


Meu encontro com o "Mestre" Calixto. (Créditos by Calixto de Inhamuns).


Jantar no Hostel, com queijo e vinho. Na foto, conversando com o Vinícius (Créditos by Calixto de Inhamuns).

RESUMO DO DIA: Tempo gasto, computado desde a Pousada Caminho da Fé, de Dona Ditinha, em Luminosa/MG, até o Campos do Jordão Hostel, em Campos do Jordão/SP: 8 h 35 min.

Clima: Frio de manhã, depois ensolarado, variando a temperatura entre 15 e 25 graus.

Pernoite no Hostel de Campos do Jordão - Apartamento individual bom! Preço: R$70,00!

Almoço no Sergio's Restaurante - Ótimo! – Preço: R$39,90 o kg, no sistema self-service.


IMPRESSÃO PESSOAL: Uma etapa de grande extensão e duríssima, mormente se você estiver carregando uma mochila com 8 quilos nas costas, como eu, durante todo o trajeto. Entretanto, transita-se por locais belíssimos, extremamente arborizados e quase sempre sobre piso em terra. No geral, um dos percursos mais difíceis dentre todos os que cumpri no Caminho, pela extrema variação altimétrica que necessita ser sobrepujada durante o trajeto.


Para visualizar essa trilha, gravada no Wikiloc, acesse: https://pt.wikiloc.com/trilhas-trekking/luminosa-a-campos-do-jordao-21521990


Sobre o percurso desse dia e nosso encontro na trilha, o peregrino, ator, dramaturgo, diretor teatral e professor de dramaturgia, Calixto de Inhamuns, cronicando, assim se expressou no Facebook, e, com sua autorização, compartilho seu texto, para deleite de meus irmãos peregrinos:




“Ontem, quarta, 13.12.2017, foram 34 km da Pousada da Dona Inês, 4 km depois de Luminosa, MG, até Campos de Jordão, SP. Neste trecho do Caminho da Fé não tem só uma grande pedra, a Pedra do Baú, que fica no município de São Bento do Sapucaí, mas o maior obstáculo para todos os peregrinos: a Serra de Luminosa.

São mais de 10 km de subidas por trilhas de pedras e por um trecho de asfalto no meio de uma paisagem deslumbrante. Doem os pés, as pernas babeiam, o coração acelera, a mochila exagerada de 8,5 kg parece que pesa 50 e, às vezes, você se pergunta o que está fazendo ali e porquê está ali. No meu caso, graças ao encontro inesperado com o peregrino Oswaldo Buzzo, uma lenda no meio dos caminhantes, enfrentar as dificuldades de uma caminhada é um esporte onde meus maiores rivais são minhas limitações.

Oswaldo Buzzo, que já caminhou mais de 20.000 km no Brasil e na Europa, principalmente nos diversos percursos dos Caminhos de Santiago de Compostela, tem um site, www.oswaldobuzzo.com.br, onde registra todas as suas experiências como peregrino. É um site generoso onde estão todas as informações necessárias a quem queira praticar um esporte, um ato de fé ou buscar o autoconhecimento.

Além da generosidade com o conhecimento, da sua cultura, do bom humor e da presteza ao ajudar e orientar os iniciantes, Oswaldo Buzzo, aprecia, socialmente, claro, e gosta de falar de boas cachaças e dos bons vinhos.

Aí, não tem jeito, além de admirador, virei fã, né?”