Home‎ > ‎Partidas de Xadrez‎ > ‎

MAGIA SOBRE O TABULEIRO


MAGIA SOBRE O TABULEIRO

Entusiastas do tabuleiro. Houve um tempo em que um genial norte-americano deslumbrou o mundo, um homem tão brilhante como excêntrico, um personagem “irrepetível”, que na vida só teve duas grandes afeições, dois hobbies irrenunciáveis que lhe absorveram por completo: jogar xadrez e colocar, em semicírculo, sapatos de mulher. 
É que depois de desfrutar "selvagemente" massacrando seus rivais no tabuleiro, não podia resistir a alcançar o êxtase total colocando cuidadosamente, sempre em semicírculo, lindos sapatinho de mulher. Houve quem lhe perguntou por que desfrutava situando-os assim, ao que se limitou a responder seriamente "Me agrada olhá-los". 
Uns dirão que estava louco, outros, que era um fetichista de muito cuidado, porém o que é indiscutível é que Paul Charles Morphy foi um enxadrista sensacional. Vejamos esta sua inesquecível partida, na qual, em uma posição onde não parece haver nada, Morphy, como mágico e como se fosse Juan Tamariz, tira da cartola dois incríveis golpes tácticos consecutivos que deixam seu pasmo rival totalmente estupefato.

Henry Edward Bird  x  Paul Charles Morphy  -  1858

[Richard Guerrero]


1.e4 e5 2.Cf3 d6
Uma defesa mais antiga que Tutankamon! Já a jogava Francois-Andre Danican Philidor em suas partidas no famoso "Cafe de la Regence" de Paris, no século XVIII.
3.d4!
(No começo de sua carreira, Philidor recebeu os ensinamentos do excelente jogador combinativo francês, Monsieur de Kermur, senhor de Légal, autor de célebres ciladas como a que segue. 3.Bc4!? Bg4
(3...Be6!) 4.Cc3 g6??
(4...Cf6!) 5.Cxe5!! Bxd1
(5...dxe5 6.Dxg4) 6.Bxf7+ Re7 7.Cd5#! M. de Kermur Sire de Legal - St.Brie (Paris, 1750))
3...f5?
O antigo sistema de contra-ataque de Philidor. Um sistema atualmente obsoleto que se refuta de muitas maneiras. (Melhor consideração tem, desde o ponto de vista atual, a sólida variante Hanham 3...Cd7!? 4.Bc4! c6 sempre e quando não se caia na já legendária armadilha 5.Cg5!? Ch6 6.a4!? Be7??
(6...Df6!) 7.Bxf7+!! Cxf7
(7...Rf8 8.Ce6+) 8.Ce6! Db6
(8...Da5+ 9.Bd2 Db6
(9...Da6 10.Cc7+) 10.a5! Dxb2
(10...Db5 11.Cc7+) (10...Da6 11.Cc7+) 11.Bc3! Db5 12.Cc7+) 9.a5! Db4+
(9...Db5 10.Cc7+) (9...Da6 10.Cc7+) 10.c3! Dc4
(10...Db5 11.Cc7+) 11.Cc7+! Rd8 12.b3! perdendo a dama em todas as variantes.) (Também é interessante 3...Cf6!? que conduz à variante Nimzovich.) (Inclusive 3...exd4!? é uma possibilidade a ter em conta.)
4.Cc3
(Mais expeditivo era 4.dxe5! fxe4
(4...dxe5 5.Dxd8+ Rxd8 6.Cxe5!) 5.Cg5! d5
(5...dxe5 6.Dxd8+ Rxd8 7.Cf7+) (5...Be7 6.Cxe4 dxe5 7.Dh5+!) 6.Cc3! Bb4
(6...c6 7.Ccxe4!) (6...Be7 7.Cxd5! Bxg5 8.Bxg5 Dxg5 9.Cxc7+) 7.e6! ameaçando Cf7! 7...Bxc3+? 8.bxc3 Ch6 9.Dh5+ Rf8
(9...Re7 10.Ba3+ Rf6 11.Cf7!) (9...g6 10.Dxh6) 10.Ba3+ Rg8 11.Df7+! Cxf7 12.exf7# Mlotkowski-Deacon (Filadelfia, 1913)) (Ou também 4.Bc4!? fxe4 5.Cxe5! dxe5 6.Dh5+ Rd7
(6...g6?? 7.Dxe5+ De7 8.Dxh8) 7.Df5+! com ataque ganhador.)
4...fxe4 5.Cxe4 d5?
De novo, um contra-ataque precipitado.
6.Cg3?
Uma retirada medrosa! (Era necessário seguir o instinto assassino com 6.Cxe5! dxe4 7.Dh5+ g6
(7...Re7?? 8.Df7+ Rd6 9.Cc4+ Rc6 10.Ca5+ Rb6
(10...Rd6 11.Bf4#) 11.Db3+! Rxa5 12.Db5#) 8.Cxg6 Cf6
(8...hxg6 9.Dxg6+!
(9.Dxh8 Be6!) 9...Rd7
(9...Re7 10.Bg5+) 10.Df5+! Re8 11.De5+ seguido de Dxh8.) 9.De5+ Rf7
(9...Be7 10.Cxh8) 10.Cxh8+ Rg8 11.Bg5! com clara vantagem.)
6...e4! 7.Ce5 Cf6 8.Bg5
(Interessantes opções são 8.f3!?) (e 8.Ch5!? g6!
(8...Cbd7? 9.Bg5!))
8...Bd6!?
(Aqui, também era factível 8...Be7!?)
9.Ch5?!
Complicando-se a vida desnecessariamente! (9.f3!? atacando o avançado centro negro, parece o estrategicamente correto.) (Por outro lado, não é recomendável 9.Bxf6?! Dxf6 10.Ch5
(10.Dh5+?! g6 11.Dh6 Cd7! 12.Cxd7?! Bxd7 13.Ch5? Dxd4! 14.Cg7+? Rf7! ganhando.) 10...Dh6!)
9...O-O! 10.Dd2
(Fracos eram 10.Bxf6? gxf6 11.Cg4 f5!) (e 10.Cxf6+? gxf6 11.Bh4 c5!)
10...De8
atacando o exposto cavalo de "h5". (Não estavam mal as alternativas 10...De7!?) (e 10...Cc6!?)
11.g4?
Enrolando-se mais que uma sandália de "Quo Vadis"! (Não eram boas 11.Cxg7?! Rxg7 12.Bxf6+
(12.Bh6+ Rh8 13.Dg5
(13.Bxf8 Dxf8) 13...Tf7! 14.Cxf7+ Dxf7) 12...Rxf6!
(12...Txf6 13.Dg5+ Tg6 14.Cxg6 Dxg6 15.Dxd5) 13.Dh6+
(13.Df4+ Rg7!) 13...Re7
(13...Rf5?? 14.g4#) 14.Dg5+
(14.Dxh7+ Rd8) 14...Tf6!
(14...Re6 15.Be2!) 15.Dg7+ Re6! 16.Be2 com idéia de Bg4+ (16.Dg4+ Tf5!) (16.g3 com idéia de Bh3+ 16...Bxe5!) 16...h5! com vantagem das negras.) (e 11.Cxf6+? gxf6 12.Bxf6 e3!
(12...Txf6? 13.Dg5+) 13.Dxe3 Txf6 14.Dg5+ Tg6! ganhando.) (porém, em troca, era interessante 11.Bxf6!? Dxh5!
(11...gxf6? 12.Cxf6+! Txf6 13.Dg5+ Tg6 14.Cxg6 hxg6
(14...Dxg6?? 15.Dd8+!) 15.Dxd5+) 12.Bg5)
11...Cxg4
Uma das opções para ficar com uma clara vantagem. (Também eram fortes 11...Bxe5!?) (e 11...Cxh5!?)
12.Cxg4
(Mais do que espetacular é aqui a variante 12.Cxg7!? Rxg7 13.Cxg4 Bxg4 14.Tg1
(14.Bh6+ Rh8 15.Dg5 Dg6!
(15...Tg8?? 16.Df6+)) 14...Dh5! 15.h3
(15.Bh6+ Rf7!
(15...Dxh6?? 16.Txg4+) 16.Bxf8 Rxf8!) 15...Bf3 16.Be7+
(16.Bh6+ Rf7! 17.Bxf8
(17.Tg7+ Re8!) 17...Rxf8!) 16...Rf7! 17.Tg5!
(17.Bxf8 Rxf8!) 17...Bxe7!
(17...Dh4? 18.Tg7+! Rxg7 19.Bxh4) (17...Dh6?? 18.Bxf8! Bxf8
(18...Dxf8 19.Tf5+) (18...Rxf8 19.Tg8+!) 19.Df4+ Re8
(19...Df6 20.Tf5) 20.Te5+ Rd8
(20...Be7 21.Dxh6) (20...Rd7 21.Df7+) 21.Df7! ganhando pela ameaça de mate em "e8".) 18.Txh5
(18.Df4+?? Re8!) 18...Bxh5 com bispo, cavalo e torre contra a dama.)
12...Dxh5
(Possivelmente seja melhor 12...Bxg4!?)
13.Ce5 Cc6! 14.Be2 Dh3
(14...De8!? com idéia de transladar a dama a seu flanco, era a alternativa.)
15.Cxc6
(Se 15.O-O-O Bxe5! 16.dxe5 Be6!
(16...Cxe5? 17.Dxd5+))
15...bxc6 16.Be3
(Igualmente, a 16.O-O-O Tb8)
16...Tb8! 17.O-O-O
E chegou o momento! Agora, o genial Morphy, nesta aparentemente tranqüila e aprazível posição, vai tirar da manga duas bombas táticas sensacionais. A partida vai ganhar, de imediato, ritmo, muito ritmo, um ritmo mais frenético inclusive que o do galego Carlos Nunez tocando sua gaita em "Bailando com Rosinya".
17...Txf2!?
Que diabos é isto? Como se pode entregar a torre por um peão em semelhante posição? É histórico o comentário que o sempre crítico Steinitz fez sobre esta jogada: "A impetuosa ingenuidade de Morphy não podia resistir à tentação de fazer um sacrifício..."
18.Bxf2 Da3!
Agora está tudo claro! Como num passe de mágica, a dama negra aparece do outro lado do tabuleiro, ameaçando mate ao desprotegido rei branco e sem poder ser capturada. Realmente fantástico! E ainda que, objetivamente falando, as brancas dispõem aqui de uma defesa que lhes garante o empate, e ainda que as negras tinham peão de vantagem e não necessitavam forçar assim os acontecimentos... Como resistir a imprimir no tabuleiro tão extraordinária idéia? (Ainda que não tão espetacular, também é digna de estudo a variante 18...Ba3!? 19.De3!
(19.bxa3?? Dxa3#) 19...Dxe3+
(19...Bxb2+? 20.Rd2) (19...Txb2 20.Dxh3 Bxh3 21.Rd2) 20.Bxe3 Txb2!
(20...Bxb2+? 21.Rd2) 21.Bf4!
(21.Rd2 Bb4+ 22.Rc1 Ba3 repetindo a posição.) 21...Txa2+ 22.Rd2
(22.Rb1 Tb2+ 23.Ra1 Txc2) 22...Bb4+ 23.Re3 com jogo muito complicado, e possibilidades para ambos os lados. (23.Rc1?? Bc3! seguido de Ta1++.))
19.c3!
Única! (Evidentemente, se 19.bxa3?? Bxa3#) (Porém, também perdem rapidamente 19.Dc3?? Dxa2!
(19...Bf4+!? 20.Td2
(20.Rb1? Dxc3) 20...Dxa2!) 20.b3
(20.Be3 Bb4! 21.Db3 Da1#) (20.Dxc6 Bf4+! 21.Td2 Da1#) 20...Bb4! 21.Db2
(21.Dxc6 Da1#) 21...Ba3 ganhando.) (19.Tdg1?? Dxb2+ 20.Rd1 Db1+ 21.Dc1 Dxc1+ 22.Rxc1 Bf4+ 23.Rd1 Tb1#) (19.c4?? Dxa2! ameaça 20...Da1+ 21Rc2 Dxb2++ 20.Dc3
(20.Dc2 Txb2!) 20...Txb2! ameaça Da1++, Db1++ e Tb1++ 21.Dxb2 Ba3 ganhando) (e 19.Dg5?? Txb2!
(19...Dxb2+!? 20.Rd2 Bb4+ 21.Re3 Da3+! 22.Bd3
(22.Rf4 Bd6+!) 22...Ba6! 23.Thg1 Bf8) 20.Dd8+
(20.Rd2 Bb4+ 21.Rc1 Tb3#) 20...Rf7! 21.Dxc8
(21.Bh5+ g6) 21...Txa2+! 22.Rd2
(22.Rb1 Ta1#) 22...Bb4#)
19...Dxa2
ameaça Da1+ seguido de Txb2++
20.b4
Outra vez, única! (20.b3?? Ba3+)
20...Da1+ 21.Rc2 Da4+
(Não progredia 21...Da2+ 22.Rc1)
22.Rb2??
E agora o pobre Bird, completamente alucinado, desconcertado e descentrado pela maravilhosa combinação que Morphy lhe aplicou, e jogando já com mais dúvidas que uma "canção dos Panchos", acaba se precipitando no vazio... (A salvação estava a seu alcance com 22.Rc1! Bxb4!?
(22...Da1+ 23.Rc2 Da4+ 24.Rc1) 23.cxb4 Txb4!? ameaça mate em 2 jogadas. (23...Da1+ 24.Rc2 Da2+ 25.Rc3 Da3+) 24.Dg5!
(24.Dc2? Da3+ 25.Rd2 Tb2) (24.Dc3? Tb3!) 24...h6!
(24...Da2?? 25.Dd8+ Rf7 26.Dxc7+) 25.Dd8+ Rh7 26.Dxc8 Da2! Ameaçando mate na seguinte e forçando as brancas a empatar com (26...Tb1+?? 27.Rd2!
(27.Rxb1 Db3+ 28.Rc1 Dc3+ e empate.) 27...Db4+ 28.Re3! ganhando.) 27.Df5+ Rg8 28.Dc8+ Rh7
(28...Rf7?? 29.Bh5+! e mate em 4!) 29.Df5+)
22...Bxb4!
O golpe definitivo! A última proteção do rei branco é eliminada violentamente.
23.cxb4
Se o bispo não for capturado, as negras dão mate em poucas jogadas.
23...Txb4+ 24.Dxb4
Forçada! (Se 24.Rc3 Db3#) (ou 24.Rc1 Da1+ 25.Rc2 Db2#)
24...Dxb4+ 25.Rc2
(Não é melhor 25.Ra2 c5! 26.dxc5 d4!
(ou também 26...e3! 27.Bxe3
(27.Txd5 Be6) 27...d4! 28.Txd4
(28.Bxd4 Be6+ 29.Ra1 Da3+ 30.Rb1 Bf5+) 28...Be6+ 29.Ra1 Da3+ 30.Rb1 Bf5+! ganhando.) 27.Bxd4
(27.Txd4 Be6+ 28.Ra1 Da3+ 29.Rb1 e3! 30.Be1 Ba2+! 31.Ra1
(31.Rc2 Db3+ 32.Rc1 Db1#) 31...Bb3+ 32.Rb1 Da2+ 33.Rc1 Da1#) 27...Be6+ 28.Ra1 Db3! com a simples e forte ameaça Da2++ 29.Td2 e3! 30.Bxe3
(30.Tb2 Da4+! 31.Rb1 Bf5+ 32.Rc1 Da1+) 30...Da3+! 31.Rb1 Bf5+ ganhando.)
25...e3!
A única peça que ainda não havia participado do ataque vai entrar em ação.
26.Bxe3 Bf5+ 27.Td3
(Não é possível 27.Rc1 Dc3#) (nem 27.Bd3 Dc4+! ganhando o bispo imediatamente.)
27...Dc4+! 28.Rd2 Da2+ 29.Rd1
(Se 29.Re1 Bxd3 30.Bxd3 Da1+ capturando a torre branca.)
29...Db1+!
E as brancas seguem perdendo material. Evidentemente, a posteridade deve estar agradecida à "impetuosa ingenuidade" de Morphy.
0-1


Fonte: http://www.torre21.com/