Home‎ > ‎Partidas de Xadrez‎ > ‎

NÃO PODE FUMAR SEU QUERIDO CACHIMBO


NÃO PODE FUMAR SEU QUERIDO CACHIMBO

Amos Burn era um grande mestre inglês, considerado, depois de Blackburne, o melhor jogador de seu país no final do século XIX. Era um homem que gostava muito de fumar cachimbo durante as partidas que jogava, e assim o fazia em todas elas.
Porém, nesta partida, o pobre Burn não pode cumprir a tradição; de fato, não pode sequer acender o cachimbo, porque quando estava a ponto de fazê-lo, o genial grande mestre norte americano Frank Marshalh lhe anunciou mate. O pobre Burn, totalmente surpreendido, ficou petrificado, e quase queima a mão com o fósforo aceso. 
Desconcertado pela rapidez da derrota, se foi muito triste para sua casa, pois havia perdido quase sem ter começado a jogar e, o que era mais triste, não tinha conseguido dar uma só "fumada" em seu querido cachimbo.

Frank Marshall  x  Amos Burn  -  
París, 1900 

[Richard Guerrero]

Partida no visor

1.d4 d5 2.c4 e6 3.Cc3 Cf6 4.Bg5 Be7 5.e3 O-O 6.Cf3 b6
Burn responde ao Gambito de Dama jogado por Marshalh com um esquema defensivo quase igual ao que posteriormente idealizaria o GM Tartakower, porém com a diferença de que as negras não jogaram aqui "h6" para colocar o bispo branco em h4, como passo prévio, antes de jogar "b6".
7.Bd3 Bb7 8.cxd5 exd5 9.Bxf6!
Eliminando o melhor defensor do roque.
9...Bxf6 10.h4!?
Marshalh, fiel a seu estilo agressivo, lança-se imediatamente contra o rei adversário. (10.Dc2!? seguido do avanço dos peões do flanco do rei, era uma boa alternativa de ataque.)
10...g6?
Uma jogada ruim, que facilita a abertura da coluna "h" para as brancas, tornando mais vivo, com isso, o jogo incisivo destas. (10...c5! contra-atacando no centro, é como deve combater-se uma agressão no flanco, como a de Marshalh.)
11.h5! Te8?
Novamente um erro importante. (11...c5! continuava sendo uma boa opção.)
12.hxg6!
Com o que, a torre branca de "h1" já tem o caminho "livre" até o rei contrário.
12...hxg6 13.Dc2!
Marshalh "aponta" descaradamente para o fraco peão de g6. Estão claras suas intenções...
13...Bg7??
O erro decisivo. Burn acredita dispor de uma fácil defesa contra o presumível sacrifício do bispo branco em "g6", porém se equivoca gravemente nesta consideração... (13...Rg7! teria defendido muito melhor, ainda que as brancas seguiriam contando com vantagem, devido aos precedentes erros das negras.)
14.Bxg6! fxg6 15.Dxg6
Com a fortíssima ameaça Cg5!, que não pode ser neutralizada.
15...Cd7
Sem dúvida, não é possível jogar de imediato 15...Df6? 16.Dxe8+
16.Cg5! Df6



Seguramente, Burn havia calculado estas jogadas quando permitiu o sacrifício em "g6", pensando que seu rei ficava agora perfeitamente defendido, já que se a dama branca, neste momento, desse xeque em h7, disporia da casa f8 para seu rei, depois do que, ficaria com uma excelente partida. Porém, escapou-lhe um "insignificante" detalhe...
17.Th8+!
Aproveitando a cravada do bispo negro.
17...Rxh8 18.Dh7#
Pobre Burn...
1-0
(Tradução: E. Muniz)

Partida no visor

Fonte: http://www.torre21.com/