Home‎ > ‎Partidas de Xadrez‎ > ‎

O DIABÓLICO RITMO DAS LAS KETCHUP!


O DIABÓLICO RITMO DE LAS KETCHUP!

"Mira lo que se avecina a la vuelta de la esquina, viene Diego rumbeando. Con la luna en las pupilas y en su traje agua marina van restos de contrabando.
Y donde mas no cabe un alma alli se mete a darse cana poseido por el ritmo ragatanga. y el dijey que lo conoce toca el himno de las 12 para Diego la cancion mas deseada. Y la baila !! y la goza !! y la cantaaaaaaa !!! Asereje ja de je de jebe tu de jebere sebiunouva majabi an de bugui an de buididipi... " 

Queridos leitores. Uma notícia tão surpreendente como certa sacudiu estes dias o mundo! Esta conhecida canção de Las Ketchup foi proibida em Honduras por ser considerada sua letra... satânica! 
Colégios religiosos do norte deste país proibiram seus alunos que escutem o "Asereje" por suas referências demoníacas! Depois de analisar escrupulosamente a letra da canção, chegaram a incríveis conclusões, como as seguintes: "Asereje" significa "um ser herege"; Diego é o demônio, que "com a lua nas pupilas" (só aparece à noite) e "em seu traje água marina" (a cor preferida do diabo) atrai as almas. Enquanto que "E o dijey, que o conhece, toca o hino das 12" é, para eles, uma referência à hora na qual se realizam os sacrifícios satânicos! 
E me pergunto eu, atônito ao conhecer esta notícia, se estes colégios permitiriam a seus alunos ver partidas de xadrez como a que segue, já que o alucinante jogo que nela desenvolve o grande romântico Kieseritsky bem poderia ser igualmente qualificado de diabólico!

J. W. Schulten x Lionel Kieseritsky  -  
París, 1844

[Richard Guerrero]

1.e4 e5 2.f4!? exf4 3.Bc4!? Dh4+!? 4.Rf1 b5!? 5.Bxb5 Cf6
Esta surpreendente variante do Gambito de Rei já a vimos na partida comentada numero 19 ("A Famosa Imortal"), porém enquanto que nessa partida, jogada em Londres em 1851, vimos que Adolf Anderssen ficou muito à vontade, metendo um "pau" em Kieseritsky (que ninguém procure duplos sentidos!...), nesta partida, que agora estamos vendo e que foi jogada anteriormente, será Kieseritsky quem meterá um pau descomunal...
6.Cc3?!
Na Partida Imortal, Anderssen jogou aqui, contra Kieseritsky, de forma mais enérgica com (6.Cf3! forçando a retirada imediata da dama negra.)
6...Cg4!
Lionel aproveita o deslize de Schulten para se apoderar imediatamente da iniciativa e ameaça já, como quem não quer nada, mate em "f2", além de Cxh2+.
7.Ch3 Cc6?!
Mais forte e preciso é (7...c6!)
8.Cd5!
Interessante era também a possibilidade (8.Be2!?)
8...Cd4??
Se impunha (8...Bd6! com chances equilibradas. Naturalmente, as brancas não podem continuar com a imperdoável 9.Cdxf4?? pela simples resposta 9...Bxf4 10.Cxf4 Df2#)
9.Cxc7+ Rd8 10.Cxa8 +-
As brancas já têm uma vantagem material decisiva, ainda que seja imprescindível que agora rechacem o ataque negro com um jogo preciso, coisa que, por certo, não vão fazer!...
10...f3!?
se (10...Cxb5 11.d4! +-)
11.d3!
Mais absurda que a letra do "Asereje" era a captura do peão negro com (11.gxf3?? Dxh3+ e mate em 2.)
11...f6
A uma simplificação ganhadora para as brancas teria conduzido (11...fxg2+ 12.Rxg2 Dxh3+ 13.Rxh3 Cf2+ 14.Rg2 Cxd1 15.Ba4! Bb7 16.Txd1 Bxa8 17.Be3 +-)
12.Bc4?
Ou (12.Dd2!?) (12.Ba4!? eram opções muito mais eficientes.)
12...d5!
Há que abrir linhas de ataque para as peças! Já não importa um peão a menos!
13.Bxd5??
E esta jogada, que poderia parecer boa à primeira vista, é entretanto perdedora, ainda que Kieseritsky (compreensivelmente) não vai acertar em ver sua surpreendente e extraordinariamente bela refutação.
13...Bd6??
As negras teriam ganho de uma forma absolutamente espetacular com (13...fxg2+! 14.Rxg2 Ce3+! 15.Bxe3 Bxh3+! 16.Rg1 Bc5! e as brancas estão completamente fritas! Por exemplo: 17.c3
(17.Bxd4 Bxd4#) (17.De1 Cf3#) (17.Bf2 Dg5+ 18.Bg3 Ce2#) 17...Df4!! Também decide (17...Dg5+! 18.Rf2
(18.Bxg5 Cf3#) 18...Dg2+ 19.Re1 Cf3+ -+) 18.De1
(18.Bxf4 Ce2#) (18.Bxd4 De3+! 19.Bxe3 Bxe3#) (18.Dd2 Dg4+! 19.Rf2 Dh4+! 20.Rg1 Cf3#) 18...Dg5+! 19.Dg3
(19.Bxg5 Cf3#) (19.Rf2 Dg2#) 19...Cf3+! 20.Rf2 Dxe3#)
14.De1??
Não se pode falar tanto em uma posição tão delicada! E menos contra o diabólico Lionel Kieseritsky, que era mais "puta" que as galinhas (que aprenderam a nadar para tirar os patos...). (14.e5! +- Ativando defensivamente o forte bispo de "d5", teria dado a volta ao torniquete...)
14...fxg2+!
Neste momento, Kieseritsky anunciou mate em 5!
15.Rxg2 Dxh3+!!
Demolidor!
16.Rxh3
(16.Rg1 Cf3#)
16...Ce3+! 17.Rh4 Cf3+ 18.Rh5 Bg4#!
Uma partida ao mais puro estilo romântico...
0-1


Fonte: http://www.torre21.com/