Home‎ > ‎Partidas de Xadrez‎ > ‎

O MASSACRE DA SERRA ELÉTRICA


O MASSACRE DA SERRA ELÉTRICA

Prezados amantes do tabuleiro. Certamente, lembram desse belo e encantador filme de 1974 intitulado "O Massacre da Serra Elétrica"? 
Nela, uma linda família de psicopatas assassinos, amantes da gastronomia canibal, dedica todos seus esforços a tentar fazer a vida impossível a um desafortunado grupo de cinco adolescentes. Nem precisa dizer que o conseguem, atacando-lhes com desmesurados utensílios de açougueiro perfeitamente afiados. 
Muito bonita e pedagógica, por exemplo, a cena em que um dos sádicos membros desse curioso clã familiar, o terrível e disforme "Cara de couro", dá uma lição magistral de como funciona bem sua monumental moto-serra, usando para isso o tórax e o estômago de um indefeso menino que anda em cadeira de rodas. 
Posteriormente, uma das meninas, horrorizada e desorientada pelo sangrento e selvagem espetáculo que presenciou, consegue milagrosamente escapar da brutal matança inicial e passa todo o filme correndo como uma louca de lá para cá, perseguida muito de perto e sem descanso pelo louco da moto-serra, que está desejoso de fazer vibrar de novo sua imponente máquina esquartejadora. 
Resumindo, um filme ao lado do qual a aterrorizadora "Sexta-feira 13" poderia equiparar-se a "A Casa dos Espiritos". 
Pois bem, hoje vamos ver uma sensacional partida, na qual, após um espetacular sacrifício de dama do romântico russo Emanuel Schiffers, o rei de Nolde é acossado e perseguido sem descanso pelas sanguinárias peças brancas. E há que dizer que, diferentemente da menina do filme, o rei negro não vai conseguir se salvar da matança, apesar de ter corrido pelo tabuleiro mais do que Forrest Gump.

Emanuel Schiffers  x  Nolde  -  
1872

[Richard Guerrero]

1.e4 e5 2.Cf3 Cc6 3.Bc4 Bc5 4.b4!?
Vamos nos deleitar nesta partida com outro brilhante Gambito Evans.
4...Bxb4 5.c3 Bc5
(As alternativas mais usuais são 5...Ba5) (e 5...Be7)
6.O-O
(Melhor é diretamente 6.d4! que evita a chamada Defesa de Lasker.)
6...d6 7.d4 exd4
(O ex-campeão mundial, Emanuel Lasker, recomendava aqui aproveitar que as brancas não jogaram diretamente d4 no sexto lance para contestar agora com 7...Bb6! e se 8.dxe5 dxe5 9.Dxd8+
(9.Db3 Df6!) 9...Cxd8 10.Cxe5 Cf6 após o que, na opinião de Lasker, "os sólidos peões e o bom desenvolvimento das negras fazem difícil para as brancas manter o equilíbrio, já que seu peão "a" e, mais importante, seu peão "c", requerem uma constante vigilância e apoio." (Também e bom 10...Be6))
8.cxd4 Bb6 9.Cc3
Assim costumava continuar o genial Paul Morphy em seus Gambitos Evans. A idéia é o rápido desenvolvimento de peças, antes de se lançar ao ataque. (A agressiva e impetuosa 9.d5!? era, por outro lado, a preferida pelo famoso romântico Adolf Anderssen.)
9...Ca5
(9...Bg4!? é também uma boa resposta.)
10.Bg5!?
Uma jogada agressiva. (Também eram interessantes 10.Bd3!?) (e 10.Be2!?)
10...f6 11.Bh4 Ch6
(Parece melhor eliminar primeiramente o molesto bispo branco com 11...Cxc4! 12.Da4+ Dd7!? 13.Dxc4 Df7! 14.Cd5 Ch6)
12.e5?
Precipitado! (Eram preferíveis 12.Be2!?) (o 12.Bd3!?)
12...g5??
Uma provocação intolerável! Uma desfaçatez imperdoável! (A refutação precisa era 12...dxe5! 13.Cxe5
(Evidentemente após 13.dxe5?? Dxd1! -+ capturando depois o bispo branco de "c4".) 13...Rf8! -/+ e as brancas tem que fazer frente a muitas ameaças.)
13.Cxg5!
Nenhum romântico poderia resistir a continuar assim!
13...Bg4
Única! (As negras perdiam fulminantemente após 13...fxg5?? 14.Dh5+ Rd7
(14...Re7 15.Bxg5+) (14...Rf8 15.Dxh6+) 15.e6+! Re7
(15...Rc6 16.Bb5#) 16.Bxg5+ Rf8 17.Bxh6+! Re7
(17...Rg8 18.Df7#) 18.Df7#) (E igualmente com 13...Cxc4?? 14.Dh5+ Re7
(14...Rd7 15.e6+! Rc6
(15...Re7 16.Cd5+!) 16.Cf7! Cxf7 17.Dd5#) 15.Cd5+! Rd7
(15...Rf8 16.Dxh6+) 16.e6+! Rc6 17.Cf7! Cxf7 18.Cb4#)
14.exf6!!
Espetacular! Schiffers não hesita em sacrificar brilhantemente sua dama a fim de dar início à caçada ao rei adversário.
14...Bxd1
(Não melhorava as coisas 14...Cxc4 15.Da4+ c6 16.Dxc4 d5
(16...Dxf6 17.Cd5! +- cxd5 18.Da4+! Bd7
(18...Rf8 19.Cxh7+!) (18...Rd8 19.Cf7+!) 19.Tae1+ Rf8
(19...Rd8 20.Cf7+!) 20.Dxd7 +-) 17.Tfe1+ Rd7
(17...Rf8 18.Db4+) 18.Cxd5! cxd5 19.Dxd5+ Rc8 20.Tac1+ Bc7
(20...Rb8 21.Bg3+) 21.Te7!! Dxd5 22.Texc7+! Rb8
(22...Rd8 23.Ce6+! Re8
(23...Bxe6 24.f7+) 24.Te7#) 23.Bg3! +- a6
(23...Cf5 24.Tc8#) 24.T7c5+ Ra7 25.Txd5 +-) (Tampouco 14...Dxf6 15.Te1+! Rf8
(15...Rd7 16.Be6+! Bxe6
(16...Dxe6 17.Da4+ +-) 17.Txe6 Dg7
(17...Dxd4 18.Txh6! Dxc3 19.Dg4+! Rc6 20.Da4+! +-) 18.Txh6! Dxh6 19.Dg4+ Rc6
(19...Re8 20.Te1+! Rf8 21.Df5+ Rg7 22.Df7#) 20.d5+ Rc5 21.Td1! Cc4 22.a3! Cxa3
(22...Df6 23.Cge4#) 23.Dd4#) 16.Dc1! +- e as negras estão fritas.)
15.Te1+
Começa a perseguição!
15...Rd7
(Perdia de imediato 15...Rf8 16.Ce6+ Re8
(16...Rg8 17.Cxd8+ Cxc4 18.Te8#) 17.Cxd8+ Rxd8
(17...Rf8 18.Ce6+) (17...Rd7 18.Be6+! Rxd8 19.f7#) 18.f7+ Rc8 19.Te8+ Rd7 20.Te7+ Rd8
(20...Rc6 21.Bb5#) (20...Rc8 21.Be6+ Rd8 22.Te8#) 21.Be6! e o mate é iminente.)
16.Be6+! Rc6
(Se 16...Re8 ganha-se facilmente com 17.Bh3+! Rf8 18.Ce6+ +-)
17.d5+!
Schiffers obriga o rei de Nolda a entrar em território branco.
17...Rc5 18.Cge4+! Rc4
(Igualmente cercado e pronto para sentença estaria o rei negro após 18...Rd4 19.Texd1+ Rc4
(19...Re5 20.Bg3#) 20.Tab1! +-) (Ou 18...Rb4 19.Tb1+)
19.Texd1!
O cerco vai se fechando...
19...Bd4 20.Tab1!
E por este lado tampouco poderá escapar!
20...Bxc3 21.Tdc1!
E chegou o momento da execução!
21...Tg8
As negras tem muitas jogadas... porém nenhuma lhes salva do mate!
22.Txc3+ Rd4 23.Tb4+! Cc4
(Ou bem 23...Re5 24.f4+! Rxf4 25.Cd2+ Re5 26.Te4#)
24.Tbxc4+ Re5 25.f4+!
O golpe final!
25...Rxf4 26.Cg5+ Re5 27.Cf3#!
Uma magnífica carnificina!
1-0

Partida no visor

Fonte: http://www.torre21.com/