Home‎ > ‎Partidas de Xadrez‎ > ‎

SULTAN KHAN, "UM JOGO MUITO DIFÍCIL"


SULTAN KHAN, "UM JOGO MUITO DIFÍCIL"


Open in new window


Extraordinariamente fugaz foi a carreira enxadrística do indiano Mir Malik Sultan Khan (1905-1966).

Mas sua estrela não brilhou até sua chegada à Inglaterra em 1929!

O jovem indiano chegou à Londres como servo do séquito de um marajá influente. Sultan Khan era analfabeto, suas partidas eram anotadas por um secretário. Dominava magistralmente as regras do xadrez indiano, mas aprendeu o avanço duplo do peão na Europa.

Seu amo e mecenas introduziu Sultan Khan no British Chess Clube. Ali sentava-se e jogava vestido de smoking ,com gravata borboleta e turbante, numa atitude hierática, nunca vista até então.

Abaixo, uma foto antiga, de 1931, durante uma partida entre Savielly Tartakover e Mir Sultan Khan (o match terminou com um apertado resultado de 6,5 a 5,5 a favor do último).

Open in new window

Apesar de seus escassos conhecimentos das aberturas, atingiu um nível de jogo incrível.

Com seu estilo exclusivamente apoiado na intuição, foi um dos campeões mais extraordinários da história de xadrez.

Sultan Khan foi campeão da Inglaterra em três ocasiões (1929, 1932 e 1933) e conseguiu uma série de excelentes resultados em torneios internacionais.

Nas olimpíadas de 1930, 1931 e 1933 o indiano ocupou o primeiro tabuleiro da Inglaterra e bateu Grandes Mestres como Capablanca, Rubinstein e Flohr.

Reproduzimos a famosa partida contra José Raúl Capablanca, disputada em Hastings, no ano de 1930:

Mir Sultán Khan  x  Raúl Capablanca  -  
Torneio de Hastings, 01.01.1930

Ver partida no visor.

1.Cf3 Cf6 2.d4 b6 3.c4 Bb7 4.Cc3 e6 5.a3 d5 6.cxd5 exd5 7.Bg5 Be7 8.e3 0–0 9.Bd3 Ce4 10.Bf4 Cd7 11.Dc2 f5 12.Cb5 Bd6 13.Cxd6 cxd6 14.h4 Tc8 15.Db3 De7 16.Cd2 Cdf6 17.Cxe4 fxe4 18.Ce2 Tc6 19.g4 Tfc8 20.g5 Ce8 21.Cg4 Tc1+ 22.Rd2 T8c2+ 23.Dxc2 Txc2+ 24.Rxc2 Dc7+ 25.Rd2 Dc4 26.Be2 Db3 27.Tab1 Rf7 28.Thc1 Re7 29.Tc3 Da4 30.b4 Dd7 31.Tbc1 a6 32.Tg1 Da4 33.Tgc1 Dd7 34.h5 Rd8 35.T1c2 Dh3 36.Rc1 Dh4 37.Rb2 Dh3 38.Tc1 Dh4 39.T3c2 Dh3 40.a4 Dh4 41.Ra3 Dh3 42.Bg3 Df5 43.Bh4 g6 44.h6 Dd7 45.b5 a5 46.Bg3 Df5 47.Bf4 Dh3 48.Rb2 Dg2 49.Rb1 Dh3 50.Ra1 Dg2 51.Rb2 Dh3 52.Tg1 Bc8 53.Tc6 Dh4 54.Tgc1 Bg4 55.Bf1 Dh5 56.Te1 Dh1 57.Tec1 Dh5 58.Rc3 Dh4 59.Bg3 Dxg5 60.Rd2 Dh5 61.Txb6 Re7 62.Tb7+ Re6 63.b6 Cf6 64.Bb5 Dh3 65.Tb8 1–0

Open in new window


Seu melhor Elo histórico foi 2.699 em novembro de 1933, e pertenceu ao “top ten” daquela época.

As atuações deste gênio misterioso produziram uma grande sensação na época.

Quando seu amo decidiu regressar à Índia, levou consigo Sultan Khan.

Em sua pátria, disputou ainda um match contra o campeão do país, que ganhou amplamente com um resultado de 9,5 a 0,5.

Logo depois, abandonou o xadrez porque, segundo ele, “era um jogo muito difícil”.


Open in new window

O prepotente Império Britânico tinha sido humilhado por um humilde servo.

A partir de sua retirada, viveu como um granjeiro. Morreu em 1966, enfermo de tuberculose, deixando uma grande interrogação: até onde teria conseguido chegar se tivesse estudado?

Sua ascensão meteórica pode ser comparada a de Paul Morphy, que conquistou o mundo do xadrez em 3 anos.

Cerca de oitenta anos mais tarde, Sultan Khan também conquistou o mundo do xadrez em quatro anos.

Temos aqui uma agridoce biografia enxadrística.

Nota: Segundo as “más línguas”, foi a derrota para uma mulher (Hastings, dezembro de 1931), Vera Menchik (campeã do mundo de 1927 até 1944), o que precipitou o envergonhado regresso de Mir Malik Sultan Khan à Índia.

Por Frank Mayer – revisado por José Arias
Barcelona, Julho de 2006

Fontes: Wikipedia e Jaque Mate, Ushuaia
Nota sobre as fotos: As imagens podem estar sujeitas a direitos do autor.


http://www.torre21.com/