Home‎ > ‎80 Livros que Li e Gostei‎ > ‎

CRUZANDO O YUKON – Autor: John Balzar


CRUZANDO O YUKON – Autor: John Balzar


“Uma das mais difíceis aventuras do mundo.” 




Esta é uma história de ousadia e determinação, num dos lugares mais belos, solitários e exigentes de todo o planeta. O Desafio Internacional da Corrida de Cães em Trenó do Yukon é uma das aventuras competitivas mais arriscadas e desafiadoras do mundo. Em fevereiro, um grupo de mulheres e homens muito resistentes e determinados parte do território canadense do Yukon rumo ao remoto interior do Alasca, conduzindo conjuntos de catorze cães. Têm pela frente 1646 km de rios congelados, estreitos montanhosos, cuja paredes são puro gelo e florestas de espruce do tamanho de um estado. Na escuridão de noites que duram dezessete horas, a temperatura passa dos 40º C negativos, e às vezes, o socorro pode estar a dias de distância. Por que alguém iria querer participar de uma corrida dessas? Para descobrir o motivo, o autor, um aventureiro rumou para o Extremo Norte meses antes do desafio. O resultado desse convívio é um relato diário da aventura e a descrição do cotidiano e labuta dos que vivem na faixa mais remota da fronteira da América do Norte. Cruzando o Yukon é a narrativa de todos os perigos e momentos dramáticos da natureza, dos competidores e seus cães. Qualquer pessoa que já tenha sonhado com uma vida realmente selvagem se sentirá inspirada e arrebatada por esta aventura ímpar.

RESENHA publicada no site: http://www.kalapalo.com.br/ 

Que tal amarrar uma dúzia de cães peludos a um trenó e participar de uma corrida de 1.646 quilômetros, sobrevivendo sozinho ao ar livre por talvez dez dias consecutivos em pleno inverno subártico, e atravessar o Yukon e o Alaska? Vamos nessa?

O território canadense do Yukon e o estado americano do Alaska são vizinhos na geografia e na imaginação do mundo. Por lá aconteceu a famosa “Corrida do Ouro” do século XIX, que atraiu centenas de milhares de pessoas do mundo inteiro, inclusive o grande escritor Jack London, todos em busca de fama e fortuna. Terminado o garimpo em larga escala, restou um pequeno grupo de homens e mulheres, descendentes daqueles primeiros aventureiros, que mantiveram as antigas tradições e estilo de vida. Entre elas as corridas de longa distância com cães de trenó.

Cruzando o Yukon conta a história da mais longa e difícil dessas corridas, que acontece anualmente, reunindo personagens autênticos e únicos (criadores de cães das regiões habitadas mais geladas do mundo, caçadores de peles, pescadores, lenhadores, mateiros e ermitões), que vivem quase que exclusivamente para as corridas de trenós puxados por cães. Você abre o livro e sente que está segurando a ponta de rédeas, vira uma página e enxerga seus quatorze cachorros atrelados na outra ponta, vira mais uma página e sente o vento gelado de – 35oC cortando seu rosto e a cada nova página vai se perdendo pela vastidão de tundras e taigas geladas no auge do inverno. No meio do livro você estará gelado por fora e fervendo de adrenalina por dentro!

Numa época em que tudo parede ser “aventura”, até descer um viaduto de rapel ou passear de bicicleta pela cidade à noite, é confortante encontrar um livro que nos ajude a entender a verdadeira dimensão dessa palavra. Aventura com “A” maiúsculo é o que este livro propõe.

Um livro recomendado para ser lido ao lado de seu melhor amigo de quatro patas!


Opinião Pessoal: O autor viveu com um grupo de pessoas disposto a participar de uma corrida tendo pela frente 1.646 quilômetros de rios congelados, pelo território canadense do Yukon rumo ao remoto interior do Alasca. O livro é um relato diário de uma das aventuras competitivas mais arriscadas e desafiadoras do mundo. 

Minha Avaliação: Imperdível! Emocionante!

VOLTAR‎