Home‎ > ‎80 Livros que Li e Gostei‎ > ‎

EXPEDIÇÃO KON-TIKI - Autor: Thor Heyerdahl


EXPEDIÇÃO KON-TIKI - Autor: Thor Heyerdahl

"Mais do que uma aventura, ou uma prova do planejamento e da determinação do homem em busca de conhecimento, a expedição Kon-Tiki, organizada pelo explorador norueguês Thor Heyerdahl, representa um marco da ousadia humana. Kon-Tiki vem sobretudo ao encontro do sonho de cada um de nós; o de transformar em realidade, passo a passo, um ousado projeto de vida."




Sinopse - A Expedição Kon-Tiki - 8.000 km numa jangada através do Pacífico - Thor Heyerdahl

Mais do que uma aventura, ou uma prova do planejamento e da determinação do homem em busca de conhecimento, a expedição Kon-Tiki, organizada pelo explorador norueguês Thor Heyerdahl, representa um marco da ousadia humana.
Kon-Tiki vem sobretudo ao encontro do sonho de cada um de nós: o de transformar em realidade, passo a passo, um ousado projeto de vida.
O livro conta a história do etnógrafo norueguês, Thor Heyerdal, que em 1947 reuniu mais cinco tripulantes e partiu do Peru até a Polinésia à bordo de uma jangada para provar sua teoria de que a Polinésia havia sido habitada por povos vindos da América do Sul e não da Ásia como se acreditava antes.
Em homenagem ao deus Inca do Sol, Thor e seus amigos batizaram a jangada de Kon-Tiki e partiram pela expedição que durou 101 dias pelo Pacífico partindo do Peru, enfrentando tubarões, tempestades e se divertindo com peixes voadores e dourados.
A expedição Kon-Tiki é uma história muito interessante e legal para quem gosta de aventura. O legal do livro é que tem bastantes fotos tiradas durante a expedição, apesar disso achei a maneira como o livro foi escrito um pouco cansativa, com o autor insistindo muito em detalhes e fazendo rodeios durante a história.

RESENHA PUBLICADA NO SITE: http://resenhasnanet.blogspot.com.br/

Eis uma obra fascinante do começo ao fim!
A premissa do livro é incrível. O autor Thor Heyerdahl, antropólogo, nota diversos traços em comum entre as culturas polinésia e peruana. Isso o leva a se questionar se seria possível que, na antiguidade, peruanos tivessem colonizado ilhas tão longínquas. Porém, por mais indícios que encontre que sustentem esta teoria, ela sempre esbarra num “pequeno” detalhe: existe um oceano entre estes povos, que somente dispunham de balsas rústicas de madeira-balsa e bambu.
Fica claro para Thor que só existe uma forma de provar sua teoria: construir, com ajuda de outros cinco cientistas, uma balsa igual à dos antigos peruanos, e atravessar com ela o Oceano Pacífico até a Polinésia.
Isso, gente, não é ficção: é história real, e uma história que mudou a História, pois o livro narra todas as dificuldades para se alcançar este objetivo, que acabou por mudar a história da humanidade.
Porém, como se o relato em si não fosse suficiente para valer a leitura, temos ainda o estilo de Thor, que não é escrachado como o da Expedição Moana (que, aliás, se inspirou na Kon-Tiki) mas sim o olhar de um humanista inteligente, curioso e sensível, que consegue captar com sutilezas e respeito desde culturas distantes (para ele) como a peruana ou eventos próximos, como tubarões ou naufrágios.
Esta edição conta com diversas fotografias, todas preto e branco e muito interessantes. Não são nem de longe fotos artísticas ou de lugares paradisíacos, mas sim uma espécie de “foto-jornalismo” in loco, mostrando de forma nua e crua as etapas desta incrível viagem.
O único defeito é o fim, abrupto com o final da expedição. Acho que seria válido um apêndice ou pós-escrito relatando um pouco do que ocorreu após a expedição, ou seja, o impacto das descobertas e como elas foram disseminadas.
Quem sabe uma nova edição desta obra possa trazer este adendo...

Opinião Pessoal: Essa incrível aventura é um autêntico "livraço", daqueles que começamos a ler e não queremos parar mais. 

Minha Avaliação: Imperdível! 

VOLTAR‎