Home‎ > ‎80 Livros que Li e Gostei‎ > ‎

K2 – VIDA E MORTE NA MONTANHA MAIS PERIGOSA DO MUNDO – Autores: Ed Viesturs e David Roberts


K2 – VIDA E MORTE NA MONTANHA MAIS PERIGOSA DO MUNDO – Autores: Ed Viesturs e David Roberts


“Uma crônica arrepiante da história, repleta de tragédias, das escaladas do K2 – a montanha mais difícil e mais imprevisível do mundo – escrita pelo autor do best-seller: No shortcuts to the Top: Climbing the World’s 14 Highest Peaks.”




Com aproximadamente 8,6 mil metros de altura, o K2 é a segunda montanha mais alta do mundo. Ela se localiza ao norte do Paquistão, na cordilheira do Karakoram. Praticantes de montanhismo consideram-na a conquista máxima do esporte, e não é à toa: o K2 é quatro vezes mais perigoso que o Everest e já matou 77 escaladores desde 1954. Em agosto de 2008, onze pessoas morreram em apenas 36 horas, naquela que foi considerada a maior tragédia na história do K2 e a segunda pior registrada na extensa história do montanhismo praticado nas cordilheiras do Himalaia e do Karakoram. Contudo, chegar ao topo dessa montanha ainda é a maior meta dos montanhistas de todo o mundo. Em K2: Vida e morte na montanha mais perigosa do mundo, o autor, Ed Viesturs, encarou o desafio de escalar o K2 e, mesmo antes de realizar seu objetivo, o considerava o "santo graal do montanhismo".

Esta obra, que a Editora Gaia acaba de levar às livrarias, conta em detalhes a história da montanha a partir do ponto de vista do autor e também pela ótica daqueles que se empreenderam em escalá-la. A obra aborda também os memoráveis relatos do K2, com o intuito de ilustrar as principais questões suscitadas pelo montanhismo - os riscos, a ambição, a lealdade à equipe, o sacrifício e o preço da glória.

Viesturs conhece muito bem o K2, o qual, juntamente com o conhecido alpinista Scott Fischer, escalou em 1992, ocasião em que quase foram mortos por uma avalanche. Felizmente, Viesturs teve a presença de espírito de se posicionar, durante a queda, de maneira tal que pudesse realizar uma autofrenagem, usando uma piqueta e impedir a queda de ambos.

Destacando as sete campanhas mais dramáticas da montanha, incluindo sua ascensão conturbada e a tragédia de 2008, Viesturs e David Roberts elaboram uma narrativa extraordinária, da qual tanto os montanhistas como os que gostam de viajar sem ao menos sair da poltrona jamais se esquecerão. K2: Vida e morte na montanha mais perigosa do mundo traz um caderno com oito páginas em que se reproduzem fotografias da coleção pessoal de Viesturs e de fontes históricas. Este é o relato definitivo sobre a montanha mais imponente do mundo e sobre as lições aprendidas quando se luta para conquistá-la.


Opinião Pessoal: Um livro que discorre sobre muitos acontecimentos trágicos, porém traz informações e as experiências pessoais do autor, uma pessoa das mais abalizadas no montanhismo de escalada. 

Minha Avaliação: Imperdível!

VOLTAR‎