Home‎ > ‎100 Livros que Li e Gostei‎ > ‎

RUMOS AOS PÓLOS – Autor: Júlio Fiadi


RUMO AOS PÓLOS – Autor: Julio Fiadi



As expedições do primeiro brasileiro a conquistar os dois Pólos da Terra.

São poucos os verdadeiros amantes da natureza que se dispõem a superar tantas e tamanhas dificuldades e a encarar uma viagem polar. Assim que Julio Fiadi atingiu o Pólo Norte, ficou claro que o Pólo Sul seria o próximo destino, na verdade o seu maior objetivo. Enfim chegara o momento de seguir os passos de seus ídolos, os grandes exploradores do início do século XX: Shackleton, Amundsen e Nansen.

Ao chegar ao Pólo Sul, Julio tornou-se o primeiro brasileiro a pisar nos dois pólos geográficos da Terra. Mas suas viagens não se limitam a esses dois extremos. Seu amor pela natureza o leva a interagir com ela por terra, mar e ar, nos mais belos e exóticos lugares que existem entre esses dois pontos.

São esses momentos que ele compartilha conosco na gostosa leitura deste livro. Tudo pelos olhos do Julio parece mais possível do que para nós leitores, mas nada perde o encanto, a dramaticidade, os riscos e, especialmente, a beleza.
Dentre suas várias habilidades, é também fotógrafo dos bons, detalhista, capaz de alcançar posições arriscadas para conseguir fotos inéditas ou para reproduzir uma foto de que gostava desde a infância. Usa as lentes da vida para descrever um pouco das emoções e dos cenários que apenas alguns privilegiados têm condições de pisar.


Sinopse: "Rumo aos Pólos é fruto de uma experiência prática muito rica do Julio Fiadi na Antártica e no Ártico, de sua capacidade de tirar ensinamentos desta experiência, e de um profundo conhecimento da história, da organização e do planejamento das expedições que marcaram a época heroica das explorações polares" - (Amyr Klink)

Sem a menor pretensão de parecer maior ou melhor do que é, Julio Fiadi conta com simplicidade sua paixão pela natureza, por lugares exóticos e pela história da exploração polar. A mesma dedicação que ele mostra ao perseguir e realizar seu sonho de pisar nos dois Pólos da Terra, ele demonstra na qualidade de leitor insaciável de livros de aventura, e nos dá uma verdadeira aula de literatura e história. Algumas dicas que ele dá no livro, podem salvar a vida de qualquer um perdido no gelo polar, embora pouquíssimos de nós chegaremos a esse extremo, infelizmente. Guilherme Cavallari - Revista Aventura e Ação.

Os Pólos são lugares tão inóspitos que parece impossível sobreviver por lá. Ventos fortes e um frio que supera os 50 graus negativos dão uma aura de super-heróis às pessoas que os atingem com os próprios pés. Uma delas foi o empresário paulista Julio Fiadi, autor de "Rumo aos Pólos", que esteve nos extremos norte e sul do planeta e caminhou os últimos 120 quilômetros nas duas expedições. Ao contrário dos exploradores lendários, narra essas aventuras pelos círculos polares como se fosse um amigo de botequim. (Rafael Kenski -Revista Super Interessante)


Opinião Pessoal: Apaixonado pelas grandes expedições do início do século XX, Julio Fiadi alimentava o desejo de realizar viagens que o levassem aos extremos norte e sul do planeta. Após velejar nas águas frias da Antártica e consagrar-se como o primeiro brasileiro a refazer a Rota de Shackleton, começaram os preparativos para as duas viagens que o marcariam para sempre. Chegar ao Pólo Norte num grupo formado por 8 pessoas de diversas nacionalidades foi um projeto ambicioso, ainda mais quando pensamos nos fracassos trágicos em que terminam muitas viagens. Superado esse primeiro objetivo, sua atenção voltou-se para realizar o sonho de chegar ao Pólo Sul. Após caminhar por 11 dias na Antártica, sob o impacto do ar rarefeito, finalmente seu grupo alcança o Pólo Sul. A emoção quase indescritível de ser o primeiro brasileiro a ter chegado aos dois pólos da Terra é traduzida no livro com o auxílio de fotos raras, tiradas pelo próprio autor, e um texto leve e fluido. Com mapas detalhados e rico em informações técnicas, este livro une a razão e a emoção de forma envolvente e profunda, fazendo vibrar os corações dos brasileiros.


Minha Avaliação: Muto bom!