Home‎ > ‎As Ruas de Campinas/SP‎ > ‎

AVENIDA HEITOR PENTEADO


AVENIDA, RODOVIA E RUA – HEITOR PENTEADO É DESTAQUE EM CAMPINAS



Praça Carlos Gomes, serviço elétrico na cidade, reforma do Bosque dos Jequitibás, Praça São Benedito, Palácio dos Azulejos, Praça Luís de Camões. Tantas realizações foram comandadas por um único homem – Heitor Teixeira Penteado. Ele foi advogado, deputado federal, vice-presidente do governo, e, por nove anos, prefeito de Campinas (três vezes consecutivas, de 1911 a 1920).

Além dos trabalhos realizados em Campinas, Heitor Penteado também deixou marcas na cidade de São Paulo, como a construção do Ginásio do Ibirapuera.

Em reconhecimento, seu nome contempla três pontos distintos de Campinas: a rodovia que liga a cidade ao distrito de Sousas; a importante avenida ao redor da Lagoa do Taquaral; e uma rua em Joaquim Egídio, distrito campineiro.

Depois da Revolução de 1930, Heitor Penteado abandonou a política e foi se dedicar à lavoura. Em 1936, retornou à vida pública, recomeçando a carreira como vereador. Ele faleceu em maio de 1947.


EM CAMPINAS, A AVENIDA DO LAZER



Com um dos maiores fluxos de Campinas, a Avenida Heitor Penteado recebe, diariamente, mais de 28 mil carros. Ela liga os bairros Jardim Nossa Senhora Auxiliadora e Parque Taquaral; e destaca-se pelas atrações voltadas ao lazer, como ciclovias e o Parque Portugal.

Para a artista plástica Rhelga Carvalho, a ciclovia fica muito mais atraente com a natureza. “Adoro sentir o cheiro das árvores depois que eu pedalo”, conta.

O parque foi inaugurado em 1972, constituindo um grande complexo de lazer, com ginásio de esportes, kartódromo, pistas de aeromodelismo, balneário, estacionamentos, área de piquenique e uma réplica da Caravela Anunciação, de Pedro Álvares Cabral.



Atualmente, a Lagoa do Taquaral (Lagoa Isaura Teles Alves de Lima) recebe cerca de 500 ciclistas e 12 mil pessoas por dia, segundo o chefe do Departamento de Parques e Jardins, José Aparecido Ferreira.

Ferreira ainda conta que, nos finais de semana, os números chegam a dobrar. “Aos sábados e domingos, quase 30 mil visitantes caminham no entorno da Lagoa do Taquaral”.

Na área verde, no entorno da lagoa, há também um percurso de 3 km de bondinhos (os mesmos que serviram Campinas até 1968). O parque funciona das 4 h 45 min às 22 h, todos os dias da semana, com entrada franca. As únicas atividades pagas são o pedalinho (R$ 3,00 a cada 15 minutos) e o bonde (R$ 2,00 cada volta).



Para a cultura, o Parque Portugal conta com a Concha Acústica, com capacidade para cerca de 2 mil pessoas; o Museu Dinâmico de Ciência; o Planetário; o relógio solar; o Centro de Vivência dos Idosos; e a praça "Esplanada das Bandeiras".

Mas o lazer presente na Avenida Heitor Penteado não se limita apenas à Lagoa. Logo à frente, o Lago do Café destaca-se por abrigar o Museu do Café, o Arquivo Público Municipal e o Espaço Permanente de Artesanato.


NA RODOVIA, A PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE



Já a Rodovia Doutor Heitor Penteado (oficialmente SP-81), que faz a ligação entre o centro de Campinas e os distritos de Sousas e Joaquim Egídio, recebe por dia uma média de 46.600 carros. Ela dá acesso ao Parque Ecológico e ao Observatório Jean Nicolini; e termina no entroncamento com a SP-360, em Morungaba.

O Parque Ecológico foi montado para preservar e recuperar valores arquitetônicos e paisagísticos da região. O projeto foi feito por Roberto Burle Marx e conta com espécies nativas da região da bacia do rio Piracicaba, algumas espécies exóticas (como palmeiras), e exemplares tombados e restaurados da arquitetura campineira do século XIX.

Segundo o diretor do parque, Marcos Rangel, a maioria das atividades realizadas no parque é voltada para a preservação do meio ambiente. “O parque é aberto para visitações e recebe cerca de 4 mil pessoas a cada fim de semana”, conta Rangel.

Para os interessados, o espaço funciona todos os dias, das 6 às 19 horas; e a entrada é gratuita. Para lazer, o parque possui sete quadras poliesportivas, campos para futebol society, quadra de bocha, raia de malha, trilhas para caminhadas, pista de cooper, playground, áreas de piquenique e anfiteatro. As quadras e campos funcionam até 22 horas.

Também na rodovia está o Instituto Biológico (IB), que realiza pesquisas na área do agronegócio e setor produtivo. Ele contribui para o desenvolvimento, para a redução dos custos de produção, para a inclusão social e para a preservação ambiental, colaborando com o bem-estar da população.

O IB é o primeiro centro de formação de cientistas e de debate científico em São Paulo. Ele desenvolve programas de pesquisa, em parceria com entidades nacionais e internacionais, para atender o setor produtivo.


POR FIM, NO DISTRITO, A VIDA NOTURNA



A Rua Heitor Penteado fica no distrito de Joaquim Egídio. O destaque, ao contrário das anteriores, está para a vida noturna, que é uma das preferidas entre a população local.

Uma curiosidade é que, nessa rua, vivem até hoje descendentes de Heitor Penteado. Na época em que ele era governador, os nomes de ruas dos distritos podiam ser os mesmos que das vias centrais. Por isso, em homenagem à família, a rua foi contemplada com esse nome.

Nessa via fica também a Área de Proteção Ambiental (APA) de Campinas. O principal objetivo dela é a conservação do patrimônio natural, cultural e arquitetônico, a proteção dos rios Atibaia e Jaguari para abastecimento público e o controle da urbanização e das atividades agrícolas e industriais dos distritos de Sousas, Joaquim Egídio e do núcleo Carlos Gomes, Jardim Monte Belo e Chácaras Gargantilha.

Para Campinas, a APA é uma área de grande importância ambiental, por ser a maior produtora de água do município. Ela é responsável pela garantia da qualidade e quantidade dos recursos hídricos, da proteção das bacias para futuro abastecimento público e do controle das atividades agrícolas e industriais da região.

É nessa área que está a maior parte das matas naturais de Campinas. Atualmente, há somente 2% de Mata Atlântica no município, sendo que 60% dela estão na APA.

Apoio à Pesquisa: Wagner Paulo dos Santos

Fotos: Acervo pessoal - Wagner Paulo dos Santos

Fontes: http://heitorpenteado.sites.uol.com.br/politica.htm

Autor: Juliana Ferreira e Marília Varoni


Fonte: www.emdec.com.br

 ‎VOLTAR