2º dia: LUMINOSA/MG a CAMPOS DO JORDÃO/SP – 38 quilômetros


2º dia: LUMINOSA/MG a CAMPOS DO JORDÃO/SP – 38 quilômetros 

Nunca estará só quem sabe estar consigo mesmo.” (Marguerite Yourcenar) 


Como a grande maioria dos peregrinos que transita por Luminosa, na sequência, meu destino sempre foi em direção à Pousada de Dona Inês para, depois, enfrentar a terrível serra do “Quebra-Perna”.

Ocorre que, tempos atrás, quando pernoitei na Pousada de Dona Ditinha, o Sr. Nilton, seu marido, me contou que existem caminhantes e ciclistas que não se sentem preparados para enfrentar a rispidez desse trajeto.

Então, alguns optam por um roteiro alternativo: a estrada de terra que liga Luminosa a Campos do Jordão, utilizada por veículos, em qualquer época do ano, embora essa variante acresça 2 quilômetros ao percurso global dessa etapa.

Curioso e desejoso em desvendar novos traçados, resolvi conhecer esse traçado opcional, já sabendo de antemão que, ao contrário do caminho oficial, eu não contaria com setas para me guiar e nem locais de apoio a me oferecer água ou alimentação.

A saída seu deu às 6 horas, depois de ingerir lauto café da manhã, preparado por dona Ditinha.

Então, eu retornei sobre os passos que dera no dia anterior, até a saída da vila e ali girei à esquerda, e segui adiante, indefinidamente.

Sem dúvida, esse caminho não guarda muita semelhança com o roteiro oficial do Caminho da Fé, embora o ascenso seja perene e em lenta, mas constante aclividade.

De fato, não há escarpas íngremes e escorregadias como no outro, apenas uma inclinação contínua e parcimoniosa.

Também, encontrei muita sombra no trajeto, o que muito me auxiliou no deslocamento, morro acima.

No geral, apreciei muito o percurso e não encontrei problemas quanto ao rumo a seguir, pois, nas eventuais bifurcações existentes, eu sempre atinava para a placa que indicava o rumo de Campos do Jordão.

Percorridos 14 quilômetros em bom ritmo, eu desaguei na rodovia SP-122, onde girei à esquerda e caminhados mais 1.000 metros, reencontrei o roteiro oficial.

A partir dali foi só seguir as flechas amarelas até Campos do Jordão, percurso que reprisei pela 7ª vez.

Algumas fotos dessa etapa:


Início do caminho; por ora, tudo plano.


Esse roteiro alternativo também oferece muitas sombras.


Início do ascenso..


O sol já saiu.. paisagens bucólicas.


Como no roteiro oficial, muito verde no trajeto.


Subindo a serra...


Ao longe e abaixo, a derradeira visão de Luminosa/MG.


Ultrapassando a divisa e retornando ao Estado de São Paulo.


Final do trecho em terra, início da rodovia asfaltada.


A famosa "Casa das Latas", situada no bairro Campista/SP.

RESUMO DO DIA: Tempo gasto, computado desde a Pousada Caminho da Fé, de Dona Ditinha, em Luminosa/MG, até o Campos do Jordão Hostel, em Campos do Jordão/SP: 8 h 30 min.

Pernoite no Hostel de Campos do Jordão - Apartamento individual excelente! Preço: R$90,00!

Almoço no Sergio's Restaurante - Ótimo! – Preço: R$39,90 o kg, no sistema self-service.


IMPRESSÃO PESSOAL: Uma etapa de grande extensão e duríssima, mormente se você estiver carregando uma mochila com 8 quilos nas costas, como eu, durante todo o trajeto. Entretanto, transita-se por locais belíssimos, extremamente arborizados e quase sempre sobre piso em terra. Dessa feita, conheci uma nova variante para a primeira parte do trajeto e não me arrependi, aliás, o recomendo para aqueles menos afeitos a aclives ríspidos. No geral, um dos percursos mais difíceis dentre todos os que cumpri no Caminho, pela extrema variação altimétrica que necessita ser sobrepujada durante o trajeto.