2015 - CAMINHO DE SANTIAGO: DICAS PRÁTICAS!


DICAS PRÁTICAS - Fonte ACACS-SP

Existem diferentes maneiras de fazer o Caminho de Santiago: a pé, de bicicleta, a cavalo... De qualquer forma te permitirá deixar descobrir a riqueza cultural e natural da Espanha. Faça a sua escolha e aproveite a experiência da melhor forma que desejar. Aqui estão algumas dicas rápidas que irão tornar a viagem mais confortável.


Se você vai a Pé...
  • A mochila é essencial. Com uma capacidade máxima de 40 litros, anatômica, é suficiente. Convém que deva ser amarrada à cintura para suportar o peso. Você também deve ter compartimentos e bolsos laterais para evitar ter de retirar tudo e desfazer a mochila cada vez que você quiser fazer alguma coisa, veja demais equipamentos em o que levar (abaixo). 
  • Com relação ao peso, lembre-se da máxima "menos é muito" A mochila não deve pesar mais de 7 quilos ou 10% do seu peso. Pense que serão muitos passos e quilômetros até Santiago de Compostela sobre suas costas. Não caia na tentação de "e se por acaso eu precisar", porque ao longo do caminho você encontrará supermercados, farmácias e todos os tipos de lojas onde você vai poder comprar tudo o que você precisa. 
  • O saco de dormir, capa de chuva e esteira são necessários. Além disso, a documentação (RG, passaporte ou outro documento de identidade e o cartão de saúde) e um kit básico. Não se esqueça de colocar a garrafa de água e/ou“camell back” e, uma toalha fralda que seca rápido, sabão para lavar a roupa e prendedores.
  • O calçado é outro ponto chave. Use botas, resistente à água, que estão bem adaptados aos pés (deve ser um número a mais do que o habitual calçado) e, se possível, que você tenha usado anteriormente. Se você é nova, tentar treinar com elas em casa, antes de começar. 
  • meias de algodão e colocar, sempre seco e bem colocado para evitar a abrasão e bolhas. Um remédio eficaz para a prevenção é a aplicação de vaselina nos pés. Leve também um par de sandálias para banho e descansar os pés no final de cada etapa.  Veja no site mais informações sobre os equipamentos.


Se você vai de bicicleta...

  • Vocês sabem que há fases e fases, com variantes para fazer o Caminho de bicicleta. Algumas delas passam pela estrada. Eles normalmente são bem marcados, embora você encontrará descrito em diretrizes específicas.
  • Se você escolher, tomar uma bicicleta de montanha. Antes de começar, você deve treinar para isso não é o mesmo pedal carregado com sacos de bagagem do que sem eles.
  • Não se esqueça de fazer um check-up da máquina, verificar principalmente os freios e troca de rodas. Em sua bagagem, não pode esquecer o capacete, roupas de ciclismo, o anorak, luvas e calçado adequado. Naturalmente, não se esqueça as ferramentas para eventuais avarias. 
  •  Se você dormir em abrigos para peregrinos, tente ir para aqueles que são de maior capacidade, uma vez que até as oito da tarde são os preferidos para alojar os peregrinos estão caminhando. 
  •  Uma vez em Santiago de Compostela, caso precise, em Peregrino´s Office na (Rua do Vilar) há um serviço de locker para mochilas e bicicletas. 
  • veja mais dicas no link: http://www.bicigrino.com

Se você for a cavalo... 

  • O caminho de um cavalo exige mais preparação. Além de treinar seu animal de estimação a ir com a carga, é necessário a visita ao veterinário, vacinas e seguro. 
  • Deve ser providenciado com antecedência os locais onde o animal vai passar a noite e se preparar para comer sacos de ração ao longo do percurso. 
  • Na entrada de Santiago de Compostela a cavalo devem ser notificados vários dias antes para a polícia local (telefone 092), para que possa indicar o tempo e a rota que deve seguir. Além disso, de uma autorização de entrada para a Praça do Obradoiro, o que lhe permite ficar brevemente na Catedral.

Alojamentos no Caminho 
Ao longo do percurso você vai encontrar diferentes tipos de acomodações para escolher de acordo com suas preferências e necessidades: albergues de peregrinos, chalés, hotéis, Paradores, pousadas, parques de campismo ... 

Hostels peregrinos 
Existem abrigos públicos que são gratuitos e outros onde você tem que pagar uma pequena doação para cobrir os custos de limpeza e manutenção. Existem também abrigos particulares que custam um pouco mais. Normalmente, os públicos são aqueles que são preenchidos antes. 

Quando há muitas pessoas nos meses de verão e os anos Jacobeus, se todos estão lotados, por vezes, se disponibilizam outros lugares, como os centros desportivos, igrejas, etc., para que os peregrinos possam passar a noite. 

Os albergues não podem ser reservados, os lugares são cobertos conforme a chegada dos peregrinos. Aqueles que viajam a pé tem prioridade, depois os a cavalo e depois os que estão de bicicleta. 

Nos albergues só pode ficar uma noite, exceto em casos de doença. Normalmente, é aberto para almoço e jantar, e das 21 h ou 22 h, deve se fazer "silêncio", ou seja, evitar fazer barulho para permitir o descanso dos demais. De manhã, você terá que sair antes das 8 h ou 9 h, para que possam se preparar para os peregrinos do dia. Em alguns, o café da manhã está incluído. 




Outros alojamentos 
Durante a sua viagem, você vai encontrar várias opções de hospedagens nos povoados que irá passar. Você poderá escolher a oferta amigável das Casas Rurais, até o encanto e charme de dormir em edifícios monumentais restaurados como é o caso, por exemplo, do Parador de Leon e o Parador de Santiago de Compostela. 

Além do mais é a melhor opção quando você quiser ficar alguns dias para conhecer um lugar que você gostou, especialmente, para desfrutar de uma festa ou evento, ou se quiser apenas fazer uma parada na sua viagem. 

Também é recomendável escolher outras alternativas diferentes de hospedagem dos albergues de peregrinos se escolher viajar com apoio de veículo ou com um grupo grande. 

Você também poderá gostar de saber ... 

Etapas: 
As etapas estabelecidas abrangem geralmente trechos entre 20 e 30 quilômetros por dia a pé, e entre 60 e 70 quilômetros de bicicleta. No entanto, cada pessoa pode planejar a viagem de acordo com sua idade, ritmo e condição física, com estágios mais longos e curtos como você desejar.

 


Sinalização: 
Siga sempre as setas amarelas. Olhe bem, porque você vai encontrar em muitos lugares: nas paredes, no chão, nas árvores, pedras, postes, etc ... Se você se perder ou tiver dúvidas, basta perguntar, felizes te indicarão por onde você deve seguir. 

Alimentação: 
Convém começar o dia com forte café da manhã. Os doces e frutas secas que você vai encontrar e ficará feliz em repor as forças ao comer alguma coisa ao longo do caminho. Procure também beber muita água durante o percurso, não espere até que você esteja sedento. Ao longo do caminho, você encontrará muitas fontes para completar e encher a garrafa ou cantil. 

Para almoçar ou jantar, você tem todos os tipos de restaurantes, cafés e bares que, para além de re-energizar, você pode experimentar a cozinha típica de cada lugar. Em algumas lojas também oferecem um "menu do peregrino" a um bom preço. 

Vestuário: 
A roupa deve ser compatível com a época do ano. Entre a Primavera e o Outono é uma boa hora para embarcar no caminho, sempre tendo em mente que julho e agosto são os meses mais quentes e onde há mais pessoas.

Certifique-se que a roupa seja confortável e respirável. Também traga um agasalho ou algo quente para a noite, um chapéu para proteger do sol e protetor solar. 




Credencial: 
credencial servirá para você se hospedar nos albergues de peregrinos. Você poderá adquirir nos albergues paroquiais do caminho, ou você poderá obtê-lo antes da viagem, nas Associações de Amigos do Caminho. 

O cartão é diferente da "Compostelana": este é concedido àqueles que fazem peregrinações com motivos religiosos ou espirituais e fizeram pelo menos os últimos 100 quilômetros de Santiago, a pé ou a cavalo, ou os últimos 200 quilômetros de bicicleta.


O QUE LEVAR

Leve somente o indispensável. Caso aquilo que você considera "indispensável" pese demasiadamente, rapidamente deixará de ser indispensável.  Leve o menos que puder. Lembre-se que a mochila estará sempre em suas costas por todos os longos quilômetros.  O Caminho de Santiago de Compostela é um exercício de desapego. Só mesmo quando você trilhar esta rota mágica que entenderá completamente isto.

PESO :Não se deve carregar mais do que 10% do peso corporal

ROUPAS:

  • Bermuda (uma) de tecido adequado para caminhada.
  • Roupas de baixo com tecido sintético que não apertem demasiadamente.
  • Camisetas de manga curta (três),de tecido adequado
  • Camiseta de manga comprida (uma) uma,de tecido adequado
  • Calça comprida (duas) de suplex, tac-tel, etc.. Evite levar calça jeans, pois além de não ser confortável para caminhada, pesa muito e demora para secar
  • Meias finas (dois pares) de algodão, sem costura, dois pares, para que você possa trocá-los todos os dias (opcional)
  • Meias grossas (três pares), que deverão ser usados por cima das meias finas e também trocadas todos os dias
  • Agasalho que pese pouco mas possa manter o corpo quente, principalmente durante a noite, nos lugares mais altos e frios (tipo anorak)
  • Chapéu ou boné para se proteger do sol
  • Toalha de banho pequena e com grande capacidade de absorção. Existem toalhas especiais para longas caminhadas que se adaptam a esta descrição. Outra opção é levar fralda de algodão para neném
  • Chinelo ou papete para usar quando chegar no refúgio e no banho

EQUIPAMENTOS:

  • Mochila especial para longas caminhadas
  • Bota de trekking para caminhadas longas,  apenas o par que estiver usando, lembre-se do peso
  • Cantil com capacidade para 1 litro (opcional)
  • Saco de dormir é imprescindível, mas deve pesar o mínimo possível
  • Isolante térmico para proteção contra o frio e a umidade se você for dormir diretamente no solo (opcional)
  • Capa de chuva colocada em local acessível que não o obrigue a "desmontar" toda a mochila para encontrá-la
  • Canivete leve e pequeno, de preferência com saca rolha
  • Lanterna pequena, muito pequena mesmo
  • Óculos escuros, aconselhável, pois você estará caminhando na direção do por-do-sol o que dificulta bastante a visão principalmente durante a tarde
  • Sacos plásticos para proteção da carga contra chuva e lixo
  • Alfinetes de segurança dez ou doze para colocar a roupa para secar, inclusive na própria mochila enquanto você for andando

HIGIENE PESSOAL E PRIMEIROS SOCORROS:

  • Material de higiene pessoal como escova de dente, pasta de dente, sabonete de preferência líquido, filtro solar, sabão para lavar roupa, cortador de unha, absorvente para as peregrinas, gilete e creme para os peregrinos que se incomodam com a barba crescida
  • Agulha e linha de algodão para cuidar das bolhas
  • Aspirinas e outros comprimidos como para diarreia, dor de dente ou resfriado
  • Esparadrapo aqueles que não arrancam a pele ao serem retirados
  • Medicamentos de uso constante caso você faça uso de algum, não esqueça de levá-lo em quantidade suficiente

DOCUMENTOS:

  • Passaporte válido por ao menos mais seis meses;
  • Bilhete da passagem aérea de volta;
  • Ter ao menos 57,06 euros por dia de permanência, por pessoa (o montante total mínimo é de 513,54 euros);
  • Ter seguro médico internacional ou com cobertura no exterior com, no mínimo, garantia de repatriação em caso de doença grave ou acidente e cobertura de 30 mil euros;
  • Credencial do Peregrino ou comprovante de reserva em hotéis, no período de permanência, ou matrícula de eventuais cursos teóricos ou práticos;
  • Carteira de Vacinação (não obrigatório), mas verifique no Posto de Saúde do Hospital das Clinicas se está em dia com as vacinas obrigatórias (Tétano, hepatite, sarampo, e outras)

Dica: Faça uma fotocópia (scaner) dos seus documentos (carteira de identidade, título de eleitor, certificado de alistamento militar, certidão de nascimento ou casamento), deixe no seu e-mail ou em um pen drive. Eles serão necessários para tirar novo passaporte no exterior em caso de extravio do anterior. 


EQUIPAMENTOS

Utilizar um equipamento adequado pode ser a diferença entre o Caminho de seus sonhos e um caminho repleto de contratempos, problemas físicos e sofrimento. Conta muito a boa qualidade do equipamento e a boa informação na hora de comprar. Pode ser caro, mas você não vai se arrepender depois. Complemente essas informações com algumas mais específicas durante sua preparação para a viagem. Entre em contato com a Associação e informe-se com quem já fez o Caminho.  

RELAÇÃO DO EQUIPAMENTO NECESSÁRIO 

- MOCHILA
Ela carrega nossos bens materiais e será nossa companheira de Caminho por muitas horas. Deve ser cômoda, apropriada e durável para que suas coisas não fiquem espalhadas por toda a rota. 
Características ideais 
Procure um tipo anatômico, com correias grossas na cintura e nos ombros e prendedor no peito, pois o peso deve ser distribuído de forma equilibrada, não ficando os ombros sobrecarregados. O tamanho ideal está entre 32 e 42 litros. Menos peso, melhor Caminho. Evite mochilas muito largas e desformes e dê preferência àquelas com pequenos bolsos laterais e bolso superior. Outra boa característica de uma mochila é abrir também por baixo, para evitar que sempre que você queira pegar algo que se encontra no fundo, como o saco de dormir, tenha que tirar tudo que está por cima. 
Organização da Mochila 
Na hora de arrumar a bagagem, ponha as coisas que não podem ser molhadas em sacos plásticos. Isso serve como proteção em caso de chuva. Depois, vá colocando as coisas mais pesadas no fundo e as mais leves por cima. Esta forma ordenada de guardar a bagagem faz com que a mochila se acomode melhor ao seu corpo. Como já dissemos, o peso é um tremendo problema. A mochila totalmente carregada deve possuir no máximo 10% do peso da pessoa que a carrega. Caso pese mais que isso, "vai pesar". Bolhas, tendinites e outros problemas físicos são, na maior parte das vezes, resultados doloridos do excesso de peso. 

- CANIVETE
O peregrino não precisa mais do que um pequeno canivete, com uma lâmina que possa ser travada depois de aberta. Para quem gosta de vinho, uma boa opção seria um canivete com saca-rolha. 

- SACO DE DORMIR
É indispensável para quem vai usar os albergues de peregrinos do Caminho. Eles não fornecem roupa de cama e aquele seu cobertor ou "edredon" de estimação certamente vai ficar fora dessa viagem. Procure um saco de dormir leve e que proteja contra o frio de até 0º C no máximo. A melhor época para fazer o Caminho está entre os meses de maio e outubro, ou seja, fora do inverno europeu. 

- LANTERNA DE BOLSO OU DE CABEÇA
Uma lanterna será útil. Quando a luz de seu quarto for apagada por algum peregrino, não é aconselhável acendê-la novamente. Quem a apagou deve estar cansado e o descanso é sagrado no Caminho. Ao retornar de um passeio noturno, aquela lanterna com pilhas "palito" pode representar o único meio de você encontrar a sua cama. 

- BOTA OU TÊNIS
Você chegará a Santiago graças a seus pés. Tratá-los muito bem é o mínimo que o peregrino deve fazer. As alternativas são: botas especiais para caminhada, conhecidas como botas de trekking, ou tênis. Embora a escolha da melhor alternativa possa gerar uma longa discussão, optamos pela primeira. As botas de trekking são projetadas especialmente para longas caminhadas. são feitas de material especial, poderão evitar que você tenha bolhas nos pés, torções e tendinites.

Outra grande vantagem deste tipo de calçado é o solado adequado. Um pouco mais rígido que o do tênis e com maior aderência ao solo, evita também, além de escorregões e o cansaço excessivo da planta do pé.

Há pessoas que se adaptam melhor às botas pela sua rigidez e impermeabilidade, principalmente para quem vai em meses de maior chuva ou frio. 

Muito importante: este é o caso de você testar antes, ou seja, fazer algumas caminhadas para ver a sua adaptação ao calçado.  Sempre lembrando que o Caminho de Santiago não tem obstáculos físicos difíceis de se ultrapassar...é uma caminhada com um baixo grau de dificuldade a não ser a distância.

Muitos Peregrinos Europeus fazem o caminho com tênis simples ou “Sandálias” papetes durante o verão.


Fonte: http://www.santiago.org.br/