DICAS PARA CAMINHAR COM CONFORTO E SEGURANÇA


DICAS PARA CAMINHAR COM CONFORTO E SEGURANÇA

1.  Não comece a caminhar sem antes gastar cinco minutos fazendo um pequeno alongamento/aquecimento muscular.

2.  Inicie sua caminhada diária de forma suave e pausada. Fatores como idade alimentação, peso corporal, peso da mochila, etc.... precisam ser  avaliados. Nos primeiros dias procure não caminhar muito rápido ou percorrer etapas muito longas. Acelerando o passo, tente manter uma marcha contínua e ritmada entre uma parada e outra. Vá aos poucos aumentando a distância. 

3.  É aconselhável parar para descanso pelo menos 10 minutos a cada hora  ou duas, e até mais se for necessário. Este período, quando respeitado, trará como resultado uma boa recuperação. Tire o calçado... deixe seu pé  respirar, coloque-os para cima...aproveite para ver a paisagem ao redor.

4.  Apoie por completo a planta do pé no chão, mesmo que uma bolha  atrapalhe este procedimento, não pise torto, Certamente vai ser  pior.....Sobrecarregar demasiadamente determinadas zonas da planta do pé facilita a ocorrência de tendinites e outros problemas de ordem física. Em terreno plano, siga seu passo normal pisando com firmeza. Nas subidas não deixe a mochila muito apertada para que sua respiração possa fluir com naturalidade. Seus passos certamente serão mais curtos, mas exageros podem tornar o trecho mais cansativo do que realmente é. 

5.  Cuidado com as descidas. Existe um ditado popular que "para baixo todo santo ajuda". Para longas caminhadas está afirmação não serve. É justamente nas descidas que você estará mais propenso a sofrer algum tipo de queda ou torção. O andar torna-se mais rápido e os passos mais longos o que significa que a atenção precisa ser redobrada. Apoie primeiro o calcanhar no chão e nunca a parte da frente do pé. Assegure-se de que sua mochila está bem presa na cintura para que seus ombros não fiquem  sobrecarregados. 

6.  Olhe bem onde você está colocando seus pés. Dê um passo atrás do outro, sem descuidar de nenhum. Um passo mal dado pode ocasionar uma queda ou lesão que o obrigue a abandonar o Caminho. Quando enfrentar terrenos acidentados, com desníveis e pedras soltas, fique mais atento ao pisar no solo. 

7.  Ao caminhar com alguém que tenha o passo mais ou menos rápido que o seu, de forma alguma procure acompanhá-lo. Caminhando fora do seu ritmo  natural, em apenas algumas horas você estará completamente esgotado. Ao invés disso, marque lugares específicos para reencontrar seus companheiros ao longo do Caminho. 

8.  E não esqueça nunca destas recomendações de segurança: Se preferir caminhar durante a noite não se esqueça de colocar refletores na mochila e no peito; Se for caminhar pela carreteiras (estradas) caminhe sempre pelo  acostamento e do lado esquerdo em fila indiana;  Evite criar grupos e aglomerados nas rodovias.



ERROS QUE MAIS COMETEMOS AO CAMINHAR

1.  Passo muito grande: Quando se tenta imprimir um ritmo mais acelerado na  caminhada, há uma tendência natural em aumentar o tamanho do passo. Isso  na verdade atrapalha a mecânica do exercício e ainda pode acarretar dores  nas canelas. Se você quer andar mais rápido, o melhor a fazer é dar mais e menores passos. 

2.  Calçados impróprios: Tênis pesados, duros, com mais de um ano de uso ou  muito justos não são bons para caminhar e podem gerar problemas nos músculos e articulações. Vá a uma boa loja do ramo e pesquise as opções oferecidas. 

3.  Pisada errada: Ao invés de pousar toda a planta do pé de uma só vez no chão, procure tocá-lo primeiro com o calcanhar e depois ir rolando a planta enquanto o corpo vai à frente. No final, para ganhar velocidade, dê um último impulso com os dedos. Parece difícil ou complicado? Com o tempo você se acostuma e naturalmente você estará fazendo este movimento. 

4.  Braços esticados: Manter os braços esticados para baixo durante a caminhada pode causar inchaço nas mãos. Além disso, o movimento natural de pêndulo que eles fazem acaba diminuindo sua velocidade. O melhor é dobrá-los em 90 graus, de modo que os punhos apontem para frente e não  para baixo. 

5.  Cotovelos para os lados: Quem já dobra os braços durante a caminhada,  muitas vezes comete o erro de apontar os cotovelos para os lados, provocando um movimento lateral dos braços. Mantê-los apontados para trás será mais eficiente para você e mais seguro para quem está ao seu lado.


6.  Cabeça abaixada: Nada de ficar olhando para os próprios pés durante a  caminhada. Procure sempre olhar para frente, mantendo o queixo paralelo  ao chão. Seu olhar deve dirigir-se pelo menos a um ponto no chão entre 1,5 a 3,00 metros adiante dos seus pés. Esta postura vai auxiliar sua respiração e prevenir dores no pescoço, nas costas e nos ombros. Além disso, você poderá detectar com maior antecedência os obstáculos perigosos ou malcheirosos que surgirem no Caminho.

7.  Tronco inclinado ou balançando: Seu tronco não deve inclinar-se para frente nem balançar para trás, apesar de haver uma tendência natural de que isso ocorra. Além de causar dores nas costas, a mecânica do exercício ficará prejudicada, diminuindo sua velocidade. Mantenha-se ereto, perpendicular ao chão e observando sempre o seu centro de gravidade que muda nas subidas e descidas... Um abdome contraído ajudará muito nesta  tarefa. 

8.  Roupas erradas: No calor vista-se com roupas leves e claras. No frio agasalhe-se bem. Se você sai cedo pela manhã e o tempo costuma esquentar ao longo da caminhada, procure vestir várias peças de roupa ao invés de uma só, grossa. Um conjunto eficiente é formado por uma camiseta, um agasalho tipo suéter e um casaco. Assim, à medida que o tempo e o seu corpo esquentarem, você poderá ir tirando as peças, amarrando-as na  cintura ou na própria mochila. Use sempre um boné ou chapéu. 

Colaborador: Tácio Renato (AACS-Brasil)

  ‎VOLTAR