FINAL


FINAL

Sempre estamos muito ocupados em procurar respostas que consideramos importantes para compreender o sentido da vida. É muito mais importante viver plenamente, e deixar que o próprio tempo se encarregue de nos revelar os segredos de nossa existência. Se estamos ocupados demais em encontrar um sentido, não deixamos a natureza atuar, e nos tornamos incapazes de ler os sinais de Deus.
Em um remoto bar da Espanha, perto de uma cidade chamada Obite, existe um cartaz escrito por seu dono: “Justamente quando consegui encontrar todas as respostas mudaram todas as perguntas”. (MAKTUB)


Mão do Carmo, a vossa benção!

CAMINHOS SAGRADOS

Por Júlia Cerchiaro


Viagens religiosas são uma das práticas mais antigas do mundo. Desde os tempos mais remotos, peregrinos percorriam longas distâncias, quase sempre a pé, em busca de cura, milagres ou agradecimento – tendência que se mantêm, em outros moldes, até hoje.

Os lugares sagrados estão nas mais diversas localidades: Mianmar, Japão, China, Peru, Cambodja, Espanha, Portugal… Todo o globo guarda verdadeiras maravilhas da fé, construídas para venerar símbolos de muitas religiões diferentes.

Para esta lista, optamos por selecionar quatro lugares incríveis – muito importantes para o cristianismo. 

1. Santiago de Compostela - Essa pequena cidade, situada na Galícia, a noroeste da Espanha, abriga uma majestosa catedral que é famosa por conter os restos mortais de Tiago, um dos doze apóstolos de Cristo. O nome da catedral faz menção ao apóstolo e a lenda de que um eremita, em 813, teria encontrado os restos mortais de Tiago iluminados por uma chuva de estrelas – “compostela” significa, em galês, “campo de estrelas”. Desde a idade Média, muitos fiéis escolhem chegar a basílica percorrendo o caminho. Hoje, não só cristãos o fazem: muitos ateus e pessoas em busca de uma experiência religiosa percorrem essa jornada, eternizada em livros e filmes, e considerada patrimônio da humanidade pela UNESCO. 

2016 - Em Santiago de Compostela/Espanha: Final de mais um Caminho de Santiago.

Mas não há apenas um caminho que leva a Santiago: o mais famoso é o francês, mas há também o Caminho Português (a partir de Braga e Porto), o Caminho Sudeste-de la Plata, o Caminho de Fisterra-Muxía e o Caminho Inglês (onde o ponto de partida é o porto de La Coruña). Todos os caminhos são bem longos e tem atrações para serem vistas. É possível conferir cada uma delas no site: http://camino.xacobeo.es/puntos-de-interes. Para quem pretende fazer o caminho, o mais importante é levar um tênis de caminhada confortável, comer bem e se hidratar. O melhor período para ir é entre maio e o início de junho ou entre setembro e novembro, evitando os picos de frio e calor na Espanha.


2. Santuário de Fátima - A cidade de Fátima, a 127 quilômetros de Lisboa, abriga um dos maiores santuários religiosos de Portugal. A lenda conta que, naquela cidade, Virgem Maria teria feito uma série de aparições para três crianças, o que transformou o local em um ponto de peregrinação de fiéis em busca de fé e milagres. 

2013 - Em Fátima/Portugal - Caminho de Santiago Português.

A cidade possui diversas construções religiosas, antigas e modernas, em devoção a Virgem. Para chegar ao local o melhor é ir pelas rodovias, de carro ou ônibus, ou pegar um trem.

3. Vaticano - O Estado independente localizado dentro de Roma é o grande centro do cristianismo no mundo. Há muitas atrações: a pequena Capela Sistina, a majestosa Basílica de São Pedro, o Castelo de San Angêlo, a Biblioteca do Vaticano e seus museus – todo o lugar respira história, poder e religião. 

1996 - Roma/Itália: No Vaticano, com papai.

Para os fiéis que desejam ver o Papa de perto, a benção dominical é um bom momento e ocorre toda semana, na Praça de São Pedro, ao meio dia.

4. Jerusalém - Uma das cidades mais disputadas do mundo, Jerusalém é sagrada para cristãos, islâmicos e judeus. Visitar a cidade é mergulhar no passado e tem diversos pontos de atração como o Santo Sepulcro, onde acredita-se que Jesus ressuscitou, a Via Crúcis, caminho por onde Cristo carregou a cruz, o Muro das Lamentações, onde teria existido o Templo de Salomão e a Esplanada das Mesquitas, onde fica a terceira mesquita mais importante para os islâmicos. 


Jerusalém/Israel - 1997: 
Meu diploma de "Palmeiro".

Fique atento: apesar de suas belezas, a cidade é um ponto de disputa e tensão no Oriente Médio. De tempos em tempos, eclodem os conflitos – por isso, antes de embarcar é bom saber se a região não está sendo atacada.

Lugares religiosos no Brasil

Mas, e no Brasil? Mostramos acima alguns locais incríveis, porém distantes de nosso país. Também temos, em nossa terra, alguns lugares de devoção. É o caso de Aparecida do Norte, cidade localizada no Vale do Paraíba, que possui um dos maiores santuários do mundo dedicados à Maria. Reza a lenda que, alguns pescadores, encontraram uma imagem quebrada no rio e depois disso pescaram muitos peixes numa época de escassez. Foi atribuído caráter divino ao evento e “Aparecida”, como ficou conhecida, foi declarada padroeira do Brasil. Hoje, o local atrai muitos fiéis em busca de proteção e agradecimento 

Aparecida - 2016: Mais um momentos inesquecível em minha vida de peregrino..

Também há as cidades históricas em Minas Gerais e a Igreja do Senhor do Bonfim na Bahia. Mas o país tem muitos outros lugares especiais – apesar de não serem considerados sagrados na religião cristã, locais de grandiosas belezas naturais como a Chapada Diamantina e a Chapada dos Veadeiros que são considerados sagrados por muitas pessoas, devido à sua rica natureza e energia única.


EPÍLOGO

"Eu voltei com medo do velho e não do novo, com medo da rotina que tinha ficado pra trás, com medo da mesmice, com medo da comodidade, com o medo do futuro, com medo de perder os sonhos, com medo de me perder, com medo de ter medo e não saber simplesmente viver o hoje, com medo de parar!" (Patrícia Martins)


Meu segundo diploma do Caminho da Prece. Que venham outros!


CAMINHANTE PEREGRINO (Claudino de Lucca, músico e poeta gaúcho)

Ainda que seja só hoje, eu me vou... 

Mochila às costas, velho cajado na mão 

Pelos eternos caminhos de pó e de solidão. 

Ninguém me obriga. 

Eu me vou percorrendo destinos acidentados 

Entre cardos e cruzes, 

Atravessando os tempos e engolindo distâncias. 

As pedras e as urtigas dilaceram meus pés, 

E a malva piedosa torna as minhas feridas 

Um pouco menos cruéis. 

Em cada curva do caminho recebo um aceno, 

Um cumprimento, um abraço, 

E em sorrisos me desfaço. 

A paisagem se renova e me embriago de cultura 

Ao saber da história antiga, ao ouvir a gaita velha, 

Uma trova, um violão e uma cantiga nova. 

O carinho é imenso e a mesa é farta, 

Mas a estrada é longa e o tempo voa. 

Sozinho sou quase nada. 

Os meus pés, de sangrados, infernizam meus pensamentos, 

Mas eu sigo me arrastando e me agrupo pela coragem. 

Junto de meus companheiros nos tornamos invencíveis, 

Gigantes, incontroláveis... 

Sem cavalos e sem armas, comandantes deste delírio. 

Os chapéus soltos ao vento como bandeiras ao ar 

E a poeira da tarde, pelos poros suados, penetra na pele e arde. 

E seguimos caminhando, quase mortos, agonizantes... 

Pelas estradas incendiadas espalhamos pedaços de nossa alma. 

Não importa a chegada, nem a própria salvação, 

Não importa estarmos exangues 

O que importa é regar de novo estes campos de meu povo 

Com lágrima, suor e sangue. 

Igreja matriz de Borda da Mata, cuja padroeira é Nossa Senhora do Carmo,

Andamos, sim, pelo mundo, 

Para que em terra regada em silêncio e sem alardes 

Pelo sangue de valentes não possam nascer covardes. 

Caminhante, peregrino... livre me vou pelos caminhos da vida, 

Coração aberto, sempre a mão estendida. 

Há um ponto não sei onde que me atrai não sei por quê. 

Um horizonte distante está perdido em mim mesmo. 

Por isso, amanhã bem cedo, com a mochila nas costas, 

Pelas perguntas que tenho e não encontro respostas, 

Pelas mágoas que carrego ou pela própria insensatez, 

Pego o cajado de novo, e caio na estrada... outra vez! 


Bom Caminho a todos!

Agosto/2016

 ‎VOLTAR