Home‎ > ‎Rota das Capelas‎ > ‎2017 - ROTA DAS CAPELAS‎ > ‎

1º dia: AGUAÍ/SP ao SANTUÁRIO DE SANTA LUZIA (ESPÍRITO SANTO DO PINHAL/SP) – 32 quilômetros


1º dia: AGUAÍ/SP ao SANTUÁRIO DE SANTA LUZIA (ESPÍRITO SANTO DO PINHAL/SP) – 32 quilômetros


"Não espere ficar doente ou morrer para descobrir que você teria preferido viajar mais enquanto estava com vida e saúde. Aproveite o tempo agora para fazer o que você realmente ama e você descobrirá que tem tempo para fazê-lo." (Alan Cohen)


Adentrei em um ônibus da Viação Santa Cruz e, duas horas mais tarde, já em Aguaí, me hospedei na Pousada Primavera onde, por R$83,00, pude dispor de um quarto individual, limpo e confortável.

Conforme adredemente agendado, logo depois recebi a agradável visita do Ronaldo Romualdo, tarimbado turismólogo, atualmente, o mantenedor da Rota das Capelas. 


Com o grande amigo Romualdo, em Aguaí/SP

Com ele, adquiri duas camisetas alusivas a esse Caminho, bem como tomei informações relativas ao trecho derradeiro, mais especificamente, o situado entre Andradas/MG e Ibitiúra de Minas/MG, onde algumas dúvidas persistiam em minha cabeça.

Fizemos algumas fotos, depois saí passear pela cidade e, minha primeira preocupação foi visitar a igreja matriz da cidade que, infelizmente, se encontrava em reformas e estava fechada. 


Praça central e igreja matriz de Aguaí, no momento, em reformas.

Depois de me abastecer com víveres num supermercado local, me recolhi, pois o dia seguinte seria difícil, visto que a região vivenciava uma longa estiagem e era assolada por sol forte e baixa umidade na atmosfera.

Nesse pique, levantei às 4 horas, fiz alongamentos, ingeri uma banana e uma barra de chocolate.

Depois, solicitei ao porteiro noturno que registrasse uma foto de minha partida. 


Deixando a Pousada Primavera e iniciando a jornada do dia.

E, exatamente, às 4 h 45 min, para fugir do calor reinante, dei início a minha jornada.

Na sequência, transitei calmamente por ruas citadinas vazias e profusamente iluminadas.

Aproximadamente, 4 quilômetros percorridos, por um viaduto, eu transpus a rodovia SP-344, que liga Aguaí a São João da Boa Vista e, na sequência, acessei a rodovia vicinal Júlio Duarte, que vai em direção ao bairro 3 Fazendas.

Essa estrada é asfaltada e segue sempre entre grandes plantações agrícolas.

Infelizmente, ela não contém acostamento, porém o trânsito de veículos em seu leito era praticamente inexpressivo naquele horário.

Tudo estava muito escuro, posto que vivenciávamos os estertores do “horário de verão”, mas com minha potente lanterna de mão, segui meu rumo sem titubear.

O céu que inicialmente se apresentara cravejado de brilhantes estrelas, em determinado horário, nublou completamente e eu, apesar de caminhar extremamente atento ao que me rodeava, passei sem avistar a primeira capelinha existente nessa Rota, situada no sétimo quilômetro. 


Km 08,0 - A segunda capelinha do dia.

Porém, mil metros adiante, já com o dia clareando, pude fotografar a segunda capela e ali fiz uma pausa reflexiva para orações.

O sol logo despontou e pude seguir meu rumo sem maiores empecilhos.

Km 10,0 - Mais um dia raiando...

Km 12,0 - Final do asfalto e início da estrada de terra.

Grande reta, mas com muita poeira no piso.

O caminho prossegue retilíneo e deserto.

Do lado direito da foto, ao longe, outra capela, situada dentro de uma fazenda.

Caminho deserto e com muita areia no piso.

Trecho sombreado. O peregrino agradece!

Mais um trecho sombreado. O peregrino agradece!

Transitando pela bairro Três Fazendas.

Igrejinha situada no bairro Três Fazendas.

Depois de transpor a rodovia SP-342, o roteiro se interna entre imensos cafezais.

Caminho agradável, arejado, mas sem sombras.

Flores no caminho...

Caminho retilíneo e integralmente deserto.

Entorno belíssimo e pleno de muito verde.

Mais flores no caminho...

Finalmente, com sol forte, um trecho arejado.

As quaresmeiras dão o tom nesse trecho do caminho.

Caminho bastante arborizado nesse trecho final.

Do alto do morro, primeira visão do Santuário de Santa Luzia.

Santuário de Santa Luzia, a santa protetora dos olhos.

Santuário de Santa Luzia. Interior do templo.

Santuário de Santa Luzia. O altar mór.

Quatro torneiras ofertam água benta para os fiéis.

Igreja matriz da cidade de Espírito Santo do Pinhal/SP

RESUMO DO DIA:

Tempo gasto, computado desde Aguaí/SP até o Santuário de Santa Luzia, em Espírito Santo do Pinhal/SP: 06 h 02 min.

Clima: Nublado e fresco no início da jornada, depois sol forte.

Pernoite no Hotel Santos – apartamento individual razoável – Preço: R$70,00

Almoço no Restaurante do Supermercado Campeão: Excelente – Preço: R$39,00 o quilo, no sistema Self-Service.

Para visualizar ou baixar essa trilha, acesse o link: https://pt.wikiloc.com/wikiloc/view.do?id=16415041