Home‎ > ‎

Passos de Santa Rita/MG


2019 – PASSOS DE SANTA RITA – OURO FINO/MG a SANTA RITA DE CALDAS/MG – 39 QUILÔMETROS

Diante dos impossíveis, peçamos socorro a Santa Rita de Cássia!




Na companhia dos amigos peregrinos Oswaldo Francisco Bueno e Vinícius Souza, fui conhecer esse novel roteiro, que se inicia na Igreja Matriz da cidade de Ouro Fino/MG, cujos patronos são Nossa Senhora de Fátima e São Francisco de Paula, e se encerra no Santuário de Santa Rita, localizado na cidade de Santa Rita de Caldas/MG.

Foram 39 quilômetros percorridos em, aproximadamente, 8 horas de agradável caminhada, com passagens em alguns bairros periféricos e uma longa travessia por locais desertos, silenciosos e de rara beleza.

Um pouco do que vi, ouvi e anotei, conto abaixo.


Fonte: Facebook - imagens

HISTÓRIA: CAMINHO DE PEREGRINAÇÃO - PASSOS DE SANTA RITA

É com muito orgulho que o Santuário Arquidiocesano de Santa Rita de Caldas inaugura no dia 21 de outubro de 2016 o “Caminho de Peregrinação – Passos de Santa Rita”.

O objetivo deste projeto é reconhecer oficialmente o movimento peregrino de romeiros que todo ano visita o Santuário de Santa Rita de Cássia e oferecer suporte tanto na logística dos caminhos percorridos, quando na estrutura para recebê-los na cidade.

Com a implantação deste projeto, aumentará o número de visitantes na cidade e, consequentemente, fomentará investimentos nos mais diversos setores econômicos ligados ao turismo religioso.

A primeira rota de peregrinação está definida: será entre os Santuário de Ouro Fino e Santa Rita de Caldas, um percurso de aproximadamente 45 quilômetros, passando pelo distrito do Pião.

Em Ouro Fino, a peregrinação começará as 21 h 30 min, do dia 21 de outubro, em frente ao Santuário São Francisco de Paula (centro da cidade).

Chegando em Santa Rita de Caldas, haverá uma missa para os peregrinos, prevista, inicialmente, para às 10 h, do dia 22/10/2016.

Haverá um ônibus levando os romeiros de Santa Rita de Caldas até Ouro Fino.

Peregrinos de outras cidades estão convidados e serão bem-vindos. Encontraremos todos no Santuário de Ouro Fino no horário programado.

Seguem algumas recomendações:

- O trajeto requer resistência física, assim, sejam cautelosos com sua saúde;

- Não caminhe sozinho, pois todos estão sujeitos a imprevistos durante a jornada;

- Cuide do seu lixo. Leve consigo uma sacola plástica e deixe pelo caminho apenas pegadas;

- O caminho possui alguns pontos de apoio. Mas cada peregrino é responsável por sua água e alimentação. Não transfira essa responsabilidade para outras pessoas;

- O caminho visa as práticas cristãs e a meditação. Faça silêncio e não prejudique a concentração dos outros;

- A caminhada é de responsabilidade do peregrino. O Santuário de Santa Rita de Caldas não se responsabiliza por incidentes que possam acontecer ao longo do caminho;

- A maior parte da caminhada será a noite, portanto, cada um é responsável por sua lanterna e aconselhamos que as roupas possuam algum detalhe refletivo para aumentar a visibilidade de motoristas que trafegam pelo percurso.

No final da caminhada, todos que completarem o trajeto receberão um certificado, comprovando a conclusão da jornada.

Convidamos todos os interessados para participarem conosco desta peregrinação.

Será emitido um passaporte no início da caminhada e um certificado de conclusão no final.

Será cobrada uma taxa de inscrição no valor de R$ 20,00 de todos os peregrinos.

Ao quitar a taxa de inscrição o peregrino receberá um passaporte que servirá de comprovante para a emissão do certificado.

Fonte: www.facebook.com/arquidiocesepousoalegre/ 


Fonte: Facebook - imagens


MINHA EXPERIÊNCIA NESSE ROTEIRO

Santa Rita de Cassia, rogai por nós que recorremos a vós!” 

Para conhecer os “Passos de Santa Rita”, partimos de Ouro Fino, Oswaldinho, Vinícius e eu, mais especificamente, da Pousada Don Paolo, às 3 h 30 min da manhã, em plena madrugada, em razão da grande distância a ser percorrida.

Tranquilamente e conversando em voz amena, transitamos por ruas silenciosas e vazias em direção à saída da cidade.

Segundo li, mas não pude confirmar, essa rota de peregrinação se encontra sinalizada em suas principais bifurcações, contudo, em face da escuridão reinante, utilizei um traçado arquivado no aplicativo Wikiloc, gravado, tempo atrás, por um ciclista ouro-finense, e que muito me auxiliou.

No entanto, o Oswaldo Francisco Bueno, que nos acompanhava, já percorrera esse roteiro inúmeras vezes e nos orientou, sobremaneira, durante todo o trajeto, sobre as peculiariedades de cada local específico, em vista de sua longa vivência na região.

A primeira parte do itinerário, todo sobre piso duro, nos levou a transitar por ruas centrais, depois, bairros periféricos, ainda sob a proteção da iluminação urbana.

Percorridos, 3.100 m, numa bifurcação, adentramos à esquerda e logo passamos a caminhar sobre terra e, de pronto, meus pés agradeceram.

Então, ainda que lentamente, começamos a ascender, transitando entre grandes fazendas, onde o forte eram as imensas plantações de café, embora a pecuária também se fizesse presente.

Percorridos, aproximadamente, 13 quilômetros, passamos pelo bairro dos Limas, onde há algumas casas esparsas, um bar e uma igrejinha, todos ainda fechados, face ao horário extemporâneo.

Seguindo adiante, o roteiro foi se empinando e dois quilômetros acima, fizemos uma pausa junto a uma pequena cachoeira, situada junto a uma singela gruta, onde se encontra inserta a imagem de Nossa Senhora da Penha.

Ali, numa fonte que jorra água cristalina, pudemos renovar nosso estoque do precioso líquido, além de fazer uma pausa para fotos.

Mais acima, perto de uma enorme pedra que, recentemente, rolara da serra, detínhamos uma visão fantástica de todo o horizonte que se descortinava pelo nosso lado esquerdo, podendo avistar, não só Ouro Fino, como, também, seus distritos de Crisólia e São José do Mato Dentro, além da cidade de Jacutinga, dentre outras.

Ainda, ao longe, numa cadeia de montanhas sobressaiam elevações marcantes, situadas em cidades turísticas, como, por exemplo, o Morro Pelado, em Águas de Lindoia.

Depois de percorrer 18 quilômetros, chegamos ao topo do morro, a 1.300 m de altura, o ponto de maior altimetria dessa jornada, situado no bairro Ventania, exatamente, na divisa dos municípios de Ouro Fino e Santa Rita de Caldas.

Então, principiamos a descender desabaladamente, sempre entre meio a muito verde, visualizando paisagens de exuberante beleza.

Percorridos 26 quilômetros em bom ritmo, fizemos uma pausa no bairro Pião para adquirir água, lanchar e descansar um pouco.

Seguindo adiante, caminhamos ainda mais 6 quilômetros, a maior parte sob a sombra frondosa de eucaliptais, num trajeto fresco e hidratado,.

No 32º quilômetro, acabamos por desaguar numa rodovia recentemente asfaltada, então, fletimos à esquerda e percorremos mais 7 quilômetros, sob sol forte, até chegar defronte ao Santuário de Santa Rita, nossa meta nesse memorável dia.

Ali nos abraçamos, felizes pelo sucesso da jornada, posamos para fotos, depois, adentramos ao templo para orar e agradecer as bençãos recebidas.

Mais tarde, após efusiva confraternização, regada a uma boa e geladíssima cerveja, retornamos a Ouro Fino de táxi, onde eu tomei um ônibus e voltei para o meu lar. 

Por derradeiro, quero deixar consignado um agradecimento especial aos meus "Irmãos de Fé" Oswaldinho e Vinícius, pelo denodo, alegria e excelente desempenho físico, fatores que colaboraram, decisivamente, para o sucesso de nossa peregrinação. 

Algumas fotos do percurso desse dia:


Dia amanhecendo... trilha silenciosa e vazia.


O Oswaldinho e o Vinícius seguem animados à minha frente...


Nessa bifurcação, próximo do bairro dos Limas, seguimos à esquerda.


Pausa diante da imagem de Nossa Senhora da Penha, ao fundo.


O Vinícius se exibindo, sobre a pedra que rolou da serra.


Paisagem que se descortinava à nossa esquerda...


Contemplando o horizonte sem fim...


Esse roteiro coincide, em grande parte, com o ramal de Santa Rita do Caminho da Fé. Vide sinalização, à direita.


Essa bela árvore está localizada, exatamente, no ponto de maior altimetria desse roteiro.


Descendendo, desabaladamente...


Paisagens imorredouros, plenas de muito verde..


Nesse trecho, o Oswaldinho e o Vinícius caminham à minha retaguarda...


Pausa no bairro Pião para lanche e descanso...


Local arejado, sol forte, paisagens de "encher os olhos"...


Nesse trecho, eu sigo conversando com meu Xará....


Trecho sombreado e fresco..


Já em zona urbana, quase chegando...


Final de nossa peregrinação. Momentos de muita alegria, diante do Santuário de Santa Rita.

RESUMO DO DIA: Tempo gasto, computado desde a Pousada Don Paolo, em Ouro Fino/MG, até ao Santuário de Santa Rita, localizado na cidade de Santa Rita de Caldas/MG: 8 h. 


A jornada desse dia!

IMPRESSÃO PESSOAL: Uma etapa de grande extensão e com um grande entrave altimétrico, localizado entre o 13º e o 18º quilômetros. Contudo, trata-se de um trajeto agradável e repleto de excelsas paisagens. No percurso eu visualizei imensos cafezais, o forte na região, além de culturas variadas, como milho e batata. No global, foi uma jornada belíssima, onde passei momentos memoráveis ao lado dos amigos Oswaldinho e Vinícius, que renderam muitas histórias e boas risadas.

Para visualizar ou baixar o registro da gravação no Wikiloc, acesse: https://pt.wikiloc.com/trilhas-trekking/ouro-fino-a-santa-rita-de-caldas-33421350


FINAL

PODEROSA ORAÇÃO A SANTA RITA DE CÁSSIA

Ó Santa Rita, filha obediente, esposa amável de um homem difícil, mãe paciente de filhos indomáveis, irmã bondosa das religiosas do convento, mulher sofredora e fiel a Jesus, modelo de vida para todas as famílias, dignai-vos mostrar aqui vosso auxílio poderoso.

Vós conheceis a humanidade e seu sofrimento.

Vós sabeis também das minhas necessidades e do pedido que venho depositar a vossos pés, confiando na vossa poderosa intercessão junto a Deus.
Concedei-me a graça mais importante:


A de viver sempre na amizade de Deus e com os irmãos, ouvindo a Palavra do Evangelho, participando dos Sacramentos, crescendo na Fé e na vida em comunidade.

Inúmeras pessoas ajudastes, em casos desesperados e quase impossíveis, tornando-se assim um refúgio seguro para todos os que rezam com fé.

Não esqueçais meu fervoroso pedido, vós que, como ninguém, obtivestes o privilégio de se identificar com Cristo no mistério da Cruz. Ajudai-me a carregar a minha cruz e a seguir com coragem o meu caminho.

Ó poderosa Santa Rita, sede minha protetora.

Amem!” 


Bom Caminho a todos!

Fevereiro/2019